Panorama de Mercado 22/10/2018

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸  DÓLAR      0,04%  💱 🇪🇺 EURO    0,05%  🗞.

 

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo leve alta no início dos negócios. Abrindo a última semana do processo eleitoral, os mercados devem continuar a observar as pesquisas de intenção de votos dos candidatos do PSL e do PT. Por ora, apenas a divulgação da pesquisa BTG/FSB, dando 60% à Jair Bolsonaro e 40% à Fernando Haddad. Durante o dia de hoje alguns outros institutos também divulgam seus números. A MDA/CNT às 14h, e a TV Record/Real Time nesta noite. Já amanhã sai o Ibope Nacional e na quinta-feira o Datafolha. Como acontece toda segunda-feira saíram as projeções do mercado financeiro para o final de 2018, o conhecido Boletim Focus, que trouxe as seguintes estimativas: IPCA: 4,44%, PIB: 1,34%, USD: 3,75 e SELIC: 6,50%. E a prévia do índice de confiança da indústria (ICI) do brasil indicou queda em outubro para o nível mais baixo em um ano devido à piora das expectativas sobre o cenário atual. A prévia do ICI apontou recuo de 1,3 ponto e foi a 94,8 pontos em outubro na comparação com setembro, nível mais baixo desde setembro de 2017. No Exterior, a China ensaia uma recuperação após o presidente Xi Jinping prometer apoio inabalável ao setor privado, planejando reduzir impostos e incentivar o consumo doméstico da economia buscando minimizar  as dúvidas geradas pela guerra comercial que o país trava com os Estados Unidos. Na Europa,  dos males o menor, pelo menos por enquanto, após a  agência de classificação Moody's manter o viés do rating da Itália como estável ao invés de reduzi-lo para negativo. Os italianos tem até hoje para responder à União Europeia sobre o seu orçamento, que está fora dos parâmetros do bloco. Na quinta-feira, o Banco Central Europeu, anuncia a decisão de juro na zona do euro. E tensão geopolítica bate à porta, agora entre Estados Unidos e Rússia. Motivo: Donald Trump disse que pode se retirar do  tratado de forças nucleares de alcance intermediário porque a Rússia estaria violando o pacto, desencadeando um alerta de medidas retaliatórias por parte de Moscou. A semana reserva informações importantes dos Estados Unidos, PMI Composto, dados do mercado imobiliário, Livro Bege (Compilado de informações econômicas do país), Balança Comercial, PIB do trimestre, confiança do consumidor e diversos discursos de membros de regionais do FED vão ser monitorados na intenção de formação de apostas sobre a política monetária dos americanos. O Banco Central Brasileiro continua rolando vencimentos de swaps e oferta 7.700 contratos com essa finalidade entre 11h30 e 11h40.

 

 

Na agenda interna, O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou que nem tudo do governo de Michel Temer é ruim e não descartou a possibilidade de manter o atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, caso seja eleito, além de defender o fim da reeleição presidencial. Em entrevista no Rio de Janeiro, onde gravou programas para o horário eleitoral, Bolsonaro prometeu trabalhar por uma reforma política que promove o fim da reeleição e uma redução no quadro de parlamentares.

A prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI) do Brasil indica queda em outubro para o nível mais baixo em um ano devido à piora tanto das expectativas quanto da percepção sobre o cenário atual. A prévia do ICI apontou recuo de 1,3 ponto e foi a 94,8 pontos em outubro na comparação com setembro, nível mais baixo desde setembro de 2017.

 

Na agenda externa, O Kremlin disse que a Rússia será forçada a responder na mesma medida se os Estados Unidos começarem a desenvolver novos mísseis depois de saírem de um histórico tratado contra armas nucleares da época Guerra Fria. No sábado, o presidente norte-americano, Donald Trump, disse que Washington pode se retirar do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário porque a Rússia está violando o pacto, desencadeando um alerta de medidas retaliatórias de Moscou.

 

                              

Nas Bolsas, O índice de blue-chips da China subiu mais de 4 por cento nesta segunda-feira, registrando seu melhor desempenho diário em quase três anos, com os investidores voltando a apostar no mercado depois de declarações coordenadas de apoio de reguladores. Os mercados europeus começaram a semana com ganhos depois que a agência de classificação Moody's manteve o viés do rating da Itália como estável ao invés de reduzi-lo para negativo.

 

Nos Estados Unidos, a agenda leve não reserva notícias de primeira linha.

 

Fonte: Reuters

Panorama de Mercado 19/10/2018

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  0,40%  💱 🇪🇺 EURO   0,37%  🗞 .

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em baixa no início dos negócios, em linha com o comportamento da moeda no exterior. E a China sente os efeitos da guerra comercial que trava com os Estados Unidos. O Produto Interno Bruto do país, cresceu menos que o esperado, marcando 6,5% no terceiro trimestre deste ano, ritmo mais lento desde 2009. Outros dados também foram expostos. O crescimento da produção industrial enfraqueceu à 5,8% em setembro em relação ao ano anterior, e o consumo interno seguiu na linha de desaceleração no período que corresponde entre julho a setembro. Já as exportações continuaram firmes, mas isso pode ter sido ocasionado pela antecipação dos embarques ao exterior antes das tarifações americanas. O governo chinês por sua vez, entende a pressão e busca soluções no sentido de minimizar impactos. Segundo Pequim os fundamentos econômicos do país são sólidos e capazes de suportar as desavenças comerciais. Na Europa o clima esquenta com a situação fiscal italiana. A União Europeia evidenciou isso ao enviar carta ao ministro da economia italiano, Giovanni Tria, afirmando que a proposta orçamentaria do país infringe as regras do bloco. Já Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu, afirmou não existir evidências de que enfraquecer os limites orçamentários da União Europeia possa ser benéfico, sendo claro que esse tipo de ação tem um alto custo para todos os que fazem parte da moeda única. Batendo de frente com o governo italiano, a União Europeia deu até segunda feira para que as autoridades do país respondam sobre o plano orçamentário que contempla déficit de 2,4% do PIB em 2019. Por aqui, confirma-se a folga de Jair Bolsonaro em relação à Fernando Haddad  no segundo turno. Com 59% dos votos válidos ele venceria Haddad que chega aos 41% segundo o Datafolha, que não destoa de outros institutos que vem projetando as intenções dos eleitores. O Banco Central Brasileiro continua rolando vencimentos de swaps, com 7.700 contratos para essa finalidade entre 11h30 e 11h40 de hoje. Nos Estados Unidos, a agenda finda com informações sobre vendas de imóveis usados em setembro, às 11h e discursos de alguns membros de regionais do Fed.

 

 

Na agenda interna, O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 0,97 por cento na segunda prévia de outubro, sobre 1,34 por cento no mesmo período do mês anterior. O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, segue na liderança folgada do segundo turno da eleição presidencial com 59 por cento dos votos válidos, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada ontem, que apontou o petista Fernando Haddad com 41 por cento dos votos válidos.

 

 

Na agenda externa, A proposta de orçamento da Itália para 2019 infringe seriamente as regras orçamentárias da União Europeia, afirmou a Comissão Europeia em carta ao ministro da Economia italiano, Giovanni Tria, em uma medida que prepara o terreno para uma rejeição sem precedentes do plano fiscal de um país-membro. Já, Mário Draghi, presidente do Banco Central Europeu disse que não há evidências de que enfraquecer os limites orçamentários da União Europeia sobre empréstimos leve à prosperidade, e que está claro que tais ações possuem um preço alto para todos os que estão na área da moeda única.

O crescimento econômico da China desacelerou para o ritmo trimestral mais fraco desde a crise financeira global no terceiro trimestre, com reguladores agindo rapidamente para acalmar os nervos dos investidores conforme a campanha de um ano para lidar com os riscos da dívida e a guerra comercial com os Estados Unidos começam a impactar. A economia cresceu 6,5 por cento no terceiro trimestre em comparação com o ano anterior, abaixo da expectativa. Este foi o crescimento trimestral do PIB mais fraco na comparação anual desde o primeiro trimestre de 2009, no pico da crise financeira global. Dados separados mostraram que o crescimento da produção industrial enfraqueceu para 5,8 por cento em setembro em relação ao ano anterior, enquanto o investimento em ativos fixos se expandiu em um ritmo ligeiramente superior ao que era esperado, a 5,4 por cento, nos primeiros nove meses do ano.

 

                              

Nas Bolsas, Os índices acionários chineses saltaram nesta sexta-feira após os órgãos reguladores organizarem uma campanha coordenada para tentar colocar um piso sob o mercado em queda e apoiar a economia em desaceleração. Bolsas Europeias em baixa.

 

Nos Estados Unidos, Vendas de casas usadas e discursos de membros do FED encerram a semana.

 

Fonte: Reuters

Panorama de Mercado 18/10/2018

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  0,25%  💱 🇪🇺 EURO   0,20%  🗞 .

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em leve baixa no início dos negócios. A valorização recente do real está atrelada ao desmonte de posições compradas, aquelas que correspondem a expectativa de que a cotação do dólar vai subir, porque ao se ter a moeda em caixa, é possível lucrar com a eventual alta das cotações. Mas também observamos ontem, um fluxo de ingresso estrangeiro que deu suporte ao movimento. Com as eleições a 10 dias do seu fim, e as reduzidas chances de vitória de Fernando Haddad no pleito, os investidores vão continuar observando as pesquisas de intenção de votos, e os programas econômicos que serão implementados a partir de 2019, na expectativa de um governo liberal-reformista de fato se apresente. Diante do atual quadro é possível acreditar que o Copom tende a manter a Selic nos níveis atuais. A próxima reunião ocorrerá três dias após o encerramento da eleição. A quem diga que o dólar poderia vir a testar o patamar de 3,50, porém não parece ser um nível sustentável, afinal, estamos diante de um quadro externo que merece atenção. O Banco Central Americano, por exemplo, antecipou que pretende continuar com o aperto monetário, elevando gradualmente sua taxa de juro, mesmo a contragosto de Donald Trump. A ata do Federal Reserve demonstrou a preocupação com o superaquecimento na economia, além de esclarecer que o juro pode ficar acima de um nível neutro para a economia no médio prazo, o que fez o rendimento dos títulos americanos (T-Note) avançarem novamente. Hoje já foram divulgados que os novos pedidos de auxilio desemprego semanal, caíram para 210 mil, nível visto pela última vez em 1973. A noite teremos informações do PIB, Produção Industrial e taxa de desemprego na China, importantes dados a respeito da segunda economia do planeta em meio a guerra comercial travada com os Estados Unidos. O Banco Central Brasileiro continua rolando vencimento de swaps, e oferta 7.700 contratos para essa finalidade entre 11h30 e 11h40. E os advogados do presidente Temer, argumentando que o Ministro Barroso não tem competência para indiciar diretamente Temer sem autorização do STF ou pedido feito pela Procuradoria Geral da República, pedem anulação do indiciamento feito pela Polícia Federal.

 

 

Na agenda interna, A defesa do presidente Michel Temer apresentou um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que anule o indiciamento feito pela Polícia Federal contra o chefe do Poder Executivo no chamado do inquérito dos portos. Os advogados argumentam ao ministro Roberto Barroso, relator do caso no STF, que a PF não tem competência de fazer “diretamente” o indiciamento de Temer, sem autorização do Supremo ou mesmo pedido feito pela Procuradoria-Geral da República.

 

Na agenda externa, Em seu relatório de política monetária semestral, o Departamento do Tesouro americano se recusou a rotular a China ou qualquer outro parceiro comercial dos EUA como manipuladores de moeda, mas observou que as práticas cambiais chinesas eram uma fonte de "particular preocupação".

 

                              

Nas Bolsas, Os índices acionários chineses recuaram acentuadamente nesta quinta-feira, com fortes vendas no setor de energia e preocupações com os níveis de empréstimos nos mercados acionários somando-se às apreensões sobre o crescimento e as vendas generalizadas nos mercados globais. Bolsas Europeias em baixa.

 

Nos Estados Unidos, A ata do Fed mostrou que os formuladores de políticas tinham dúvidas sobre o caminho futuro da economia, mas estavam unidos sobre a necessidade de aumentar as taxas em setembro e anteciparam que vão continuar com os planos de elevar gradualmente a taxa de juros, com mais um aumento este ano e talvez um adicional de mais três em 2019.

 

Fonte: Reuters e Investing.com

Panorama de Mercado 17/10/2018

0

Aos clientes e amigos,


Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  ⬇ ➖0,45%  💱 🇪🇺 EURO ⬇  ➖0,80%  🗞

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em baixa no início dos negócios. Os mercados aguardam a divulgação da ata do Federal Reserve que sairá às 15h, em busca de sinalizações da instituição quanto a continuidade do gradualismo na política monetária. Se espera que o Banco Central Americano volte a subir o juro novamente em dezembro, com as apostas estando em torno de 80% de chance. Já o presidente Donald Trump continua sua ofensiva contra a instituição monetária. Mesmo declarando a independência do FED, Trump disse que não está feliz com as altas do juro, que segundo ele, constituem a maior ameaça para o crescimento da economia do país. Para o presidente americano a inflação está em um patamar baixo o que não daria subsídios para elevação monetária. Nesta manhã saíram alguns dados do setor habitacional americano, destaque para construção de novas casas que caiu mais que o esperado em setembro, provavelmente pressionada pelo furacão Florence. Os ingressos para habitação declinaram 5,3% e as licenças de construção tiveram baixa de 0,6%. Ao que parece o mercado imobiliário continua sendo o ponto fora da curva se comparado aos demais dados da economia do país. No Brasil, foi divulgado nesta manhã que o índice de atividade econômica do Banco Central (IBC-BR), espécie de sinalizador do PIB, registrou alta de 0,47% em agosto na comparação com o mês anterior. Já o IGP-10 subiu 1,43% em outubro e o IPC de São Paulo avançou 0,52%. E a Polícia Federal pediu o indiciamento, sequestro e bloqueio dos bens do presidente Michel Temer, sua filha, ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures e de outros investigados, conforme despacho do relator do caso no STF, Luís Roberto Barroso, que agora aguarda a manifestação da Procuradoria Geral da República a respeito dos pedidos. A PF decidiu apontar o indiciamento dos investigados pelos seguintes crimes: corrupção ativa, passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O Banco Central Brasileiro continua rolando vencimentos de swaps, e oferta com essa finalidade, mais 7.700 contratos entre 11h30 e 11h40. Vale lembrar que no exterior o dólar vem ganhando terreno e opera em alta (Index).

 

Na agenda interna, Na conclusão das investigações do inquérito dos portos entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal pediu o indiciamento e o sequestro e bloqueio de bens do presidente Michel Temer, a filha dele Maristela Temer, do ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures e de outros oito investigados, conforme despacho do relator do caso na corte, Luís Roberto Barroso. Em despacho, Barroso disse que vai aguardar a manifestação da Procuradoria-Geral da República a respeito dos pedidos feitos pela PF antes de decidir. A PGR poderá oferecer denúncia contra Temer. Se isso ocorrer, seria a terceira contra o atual chefe do Poder Executivo —as outras duas ele conseguiu barrar o prosseguimento na Câmara dos Deputados, que não deu aval para o STF julgar as acusações criminais e que ficaram suspensas até ele deixar o cargo. Segundo o ministro do STF, a PF decidiu apontar o indiciamento dos investigados pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O ministro cita que essa organização está “dividida em quatro núcleos: político, administrativo, empresarial (ou econômico) e operacional (ou financeiro)”.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), registrou alta de 0,47 por cento em agosto na comparação com o mês anterior. O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) subiu 1,43 por cento em outubro, ante elevação de 1,20 por cento no mês anterior. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou avanço de 0,52 por cento na segunda quadrissemana de outubro, depois de ter subido 0,43 por cento na primeira leitura do mês.

 

Na agenda externa, O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, afirmou que a economia do país enfrenta pressões crescentes e o governo adotará medidas específicas para impedir grandes flutuações no crescimento.

Investidores aguardam a publicação da ata da mais recente reunião do Federal Reserve às 15h00 na busca de mais indicações sobre as perspectivas para a política monetária. Os futuros de taxa de juros estão apostando em cerca de 83% de chance que o Fed voltará a elevar as taxas em dezembro.

                              

Nas Bolsas, Os índices acionários chineses fecharam em alta nesta quarta-feira, sustentados por ganhos em ações de infraestrutura e empresas de serviços públicos. Bolsas Europeias em alta.

 

Nos Estados Unidos, além da ata da reunião do Fed que será divulgada às 15h, a agenda também reserva no início da manhã a divulgação de dados do setor habitacional. Licenças de construção e construções de novas residências fazem parte da agenda.

 

Fonte: Reuters.

Panorama de Mercado 16/10/2018

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  0,95%  💱 🇪🇺 EURO   0,95%  🗞 .

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em baixa no início dos negócios. O Ibope confirmou o favoritismo de Jair Bolsonaro, dando ao candidato 59% das intenções de votos, contra 41% de Fernando Haddad. As propostas do candidato do PSL, através de seu mentor econômico Paulo Guedes, continuam sendo as que mais agradam, pois seguem a linha de autonomia do Banco Central, corte de gastos, privatização e competição de mercado nos mais variados setores. Mas, independente que vença o pleito é importante lembrar que o foco do próximo presidente deve ser a reforma da previdência e diminuição do déficit fiscal, que podem inclusive, recuperar a credibilidade junto ao investidor, em meio a um cenário atual que evidencia atividade econômica fraca no Brasil. Essa agenda vai ser cobrada pelos mercados no momento oportuno. Nesta manhã, foi divulgado que o volume de serviços no Brasil cresceu 1,2% em agosto em relação a julho, já o IPC-S registrou alta de 0,52% na segunda quadrissemana de outubro. Do exterior a China trouxe desaceleração na inflação ao produtor, pelo terceiro mês seguido, devido à fraqueza da demanda doméstica, enquanto o país permanece em guerra comercial com os Estados Unidos. Por outro lado, a inflação ao consumidor acelerou ligeiramente em setembro conforme os preços de alimentos encareceram. Já na Alemanha, maior economia da Europa, a confiança do investidor piorou mais que o esperado em outubro, preocupado com a intensificação da disputa comercial entre China e Estados Unidos, e a saída do Reino Unido da União Europeia sem um acordo de divórcio pioram as perspectivas para a maior economia da Europa. Os investidores continuam acompanhando em paralelo a saga orçamentária italiana e seus desdobramentos junto ao bloco. Na agenda americana teremos dados sobre a produção industrial às 10h15, ofertas de emprego Jolts às 11h e informações sobre o mercado habitacional. O Banco Central Brasileiro continua rolando vencimentos de swaps, ofertando mais 7.700 contratos com essa finalidade entre 11h30 e 11h40.

 

 

Na agenda interna, O volume do setor de serviços do Brasil cresceu 1,2 por cento em agosto em relação a julho e teve alta de 1,6 por cento na comparação com o mesmo mês do ano anterior, de acordo com o IBGE.

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,52 por cento na segunda quadrissemana de outubro, sobre 0,53 por cento na primeira leitura do mês. Já em relação as eleições o ibope confirmou o favoritismo de Jair Bolsonaro dando ao candidato 59% das intenções de votos contra 41% de Fernando Haddad.

 

 

Na agenda externa, A inflação ao produtor na China desacelerou pelo terceiro mês seguido em setembro em meio à fraqueza da demanda doméstica, indicando mais pressão sobre a segunda maior economia do mundo no momento em que permanece travada em uma guerra comercial com os Estados Unidos. A inflação ao consumidor, por outro lado, acelerou ligeiramente em setembro em relação ao mês anterior, liderada principalmente pelos preços mais altos dos alimentos. O índice de preços ao produtor, medida da rentabilidade industrial, subiu 3,6 por cento em setembro em relação ao ano anterior, contra 4,1 por cento em agosto. Já o índice de preços ao consumidor avançou 2,5 por cento sobre o ano anterior, em linha com as expectativas e acelerando sobre 2,3 por cento em agosto.

A confiança do investidor da Alemanha piorou mais do que o esperado em outubro uma vez que as preocupações com a intensificação da disputa comercial entre China e Estados Unidos e a saída do Reino Unido da UE sem um acordo de divórcio pioram as perspectivas para a maior economia da Europa. A pesquisa mensal do instituto de pesquisa ZEW mostrou que o sentimento econômico entre os investidores se deteriorou para -24,7, de -10,6 em setembro.

 

                              

Nas Bolsas, Os índices acionários da China reverteram os ganhos iniciais e fecharam em queda nesta terça-feira após dados mostrarem que a inflação ao produtor do país desacelerou pelo terceiro mês consecutivo em setembro em meio à diminuição da demanda doméstica, sinalizando mais pressão sobre a segunda maior economia do mundo. Para aumentar as preocupações, um relatório do S&P Global Ratings disse que os pedidos de empréstimos fora de balanço pelos governos chineses locais podem chegar a 40 trilhões de iuanes (5,78 trilhões de dólares) e equivalem a um “iceberg de dívidas com riscos de crédito titânicos”. Bolsas Europeias operando com desempenhos mistos com os investidores continuando a acompanhar os acontecimentos em torno das conversas sobre Brexit e da saga orçamentária da Itália.

 

Nos Estados Unidos, Dados sobre a produção industrial às 10h15, ofertas de emprego Jolts às 11h e informações sobre o mercado habitacional formam a agenda do dia.

 

Fonte: Reuters

Panorama de Mercado 15/10/2018

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  0,85%  💱 🇪🇺 EURO   0,54%  🗞 .

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em baixa no início dos negócios. Semana reserva a divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve na próxima quarta-feira, após o Banco Central Americano dar um tom mais agressivo ao retirar a palavra “acomodativo” para descrever a sua posição de política monetária. Os agentes que aguardam por nova elevação do juro em dezembro, pretendem observar os próximos passos da instituição monetária para 2019. Alguns discursos de membros do FED são esperados em meio ao descontentamento de Donald Trump ao se referir sobre política monetária. Até o momento as apostas para 2019 são de mais três elevações na taxa de juro. Nesta manhã foram divulgadas que as vendas no varejo referente ao mês de setembro subiram 0,1%, abaixo das expectativas, demonstrando desaceleração pontual no crescimento do país. No decorrer da semana ainda saberemos os dados referentes a produção industrial, amanhã, e também informações a respeito do setor imobiliário, que merecem atenção, bem como relatórios do mercado de trabalho. Já a China reserva para sexta-feira o PIB referente ao período entre julho e setembro. Em conjunto saem informações de sua produção industrial, investimentos e vendas no varejo. Importantes observações dos asiáticos em consequência da disputa comercial com os Estados Unidos e seus efeitos. Vale ressaltar que nesta noite os chineses trazem dados do CPI e PPI que podem dar alguma dimensão sobre sua desaceleração econômica e o impacto inflacionário. Na zona do Euro, a quarta-feira trará a leitura do CPI de setembro, e paralelamente os assuntos relacionados ao orçamento italiano são vistos. Por aqui, segue o foco nas eleições presidenciais. Pesquisa BTG/FSB de hoje trouxe Jair Bolsonaro com 59% dos votos válidos contra 41% de Haddad. A noite teremos os números do ibope. O Boletim Focus do Banco Central trouxe as seguintes estimativas do mercado financeiro para o final de 2018: IPCA: 4,43%, PIB: 1,34%, SELIC: 6,50% e USD: 3,81. E o Banco Central Brasileiro continua com seu programa de rolagem de vencimentos de swaps, ofertando 7.700 contratos para essa finalidade entre 11h30 e 11h40 de hoje.

 

 

Na agenda interna, Semana reserva a divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve na próxima quarta-feira, uma vez que o Banco Central Americano assumiu um tom ligeiramente mais agressivo ao retirar a palavra “acomodativo” para descrever a sua posição de política monetária, os agentes que aguardam por nova elevação do juro em dezembro, pretendem observar os próximos passos da instituição monetária para 2019. Alguns discursos de membros do FED são esperados em meio ao descontentamento de Donald Trump ao se referir sobre a politica monetária do país. Até o momento as apostas para 2019 são de mais três elevações na taxa de juro. Nesta manhã foram divulgadas que as vendas no varejo referente ao mês de setembro subiram 0,1%, abaixo das expectativas, demonstrando desaceleração pontual no crescimento do país. No decorrer da semana ainda saberemos os dados referentes a produção industrial, amanhã, e também informações a respeito do setor imobiliário, que merecem atenção, bem como relatórios do mercado de trabalho. Já a China reserva para sexta-feira o PIB referente ao período entre julho e setembro. Em conjunto saem informações de sua produção industrial, investimentos e vendas no varejo. Importantes observações dos asiáticos em consequência da disputa comercial com os Estados Unidos e seus efeitos. Vale ressaltar que nesta noite os chineses trazem dados do CPI e PPI que podem dar alguma dimensão sobre sua desaceleração econômica e o impacto inflacionário. Na zona do Euro, a quarta-feira trará a leitura do CPI de setembro, e paralelamente os assuntos relacionados ao orçamento italiano são vistos. Por aqui, segue o foco nas eleições presidenciais. Pesquisa BTG/FSB de hoje trouxe Jair Bolsonaro com 59% dos votos válidos contra 41% de Haddad. A noite teremos os números do ibope. O Boletim Focus do Banco Central trouxe as seguintes estimativas do mercado financeiro para o final de 2018: IPCA: 4,43%, PIB: 1,34%, SELIC: 6,50% e USD: 3,81. E o Banco Central Brasileiro continua com seu programa de rolagem de vencimentos de swaps, ofertando 7.700 contratos para essa finalidade entre 11h30 e 11h40 de hoje.

 

 

Na agenda externa, Após sofrer meses de saída de capital, autoridades de mercados emergentes que participaram das reuniões do FMI e do Banco Mundial na Indonésia apresentaram uma mensagem para as principais economias: as atuais políticas comerciais e monetária são um risco para todos nós. Mercados emergentes mais pobres e populosos têm estado particularmente vulneráveis à intensificação da guerra tarifária entre Estados Unidos e China e aos aumentos dos juros pelo banco central norte-americano. Investidores descartaram ativos considerados mais arriscados, provocando dolorosas quedas cambiais que afetaram países como Índia e África do Sul, além de causar crises na Turquia e Argentina. O ciclo de aperto monetário de quase três anos do Federal Reserve tem em parte levado a uma mudança global tirando o capital dos mercados emergentes e, após três aumentos de juros este ano, o Fed prevê nova alta em dezembro, três mais no próximo ano e uma em 2020.

 

                              

Nas Bolsas, Após uma semana de quedas, os índices acionários chineses não mostraram sinais de recuperação nesta segunda-feira, com os investidores aguardando medidas mais concretas das autoridades para sustentar a economia. Bolsas Europeias em baixa.

 

Nos Estados Unidos, Vendas no varejo de setembro e o índice Empire State de atividade industrial em Outubro iniciam a semana de eventos.

 

Fonte: Reuters e Investing.com.

Panorama de Mercado 11/10/2018

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  ⬇ ➖0,70%  💱 🇪🇺 EURO ⬇  ➖0,15%  🗞 .

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em baixa no início dos negócios em linha com o comportamento externo e reagindo a pesquisa de intenção de votos divulgada pelo Datafolha ontem que manteve Jair Bolsonaro a frente de Fernando Haddad em 16 pontos. Mesmo assim é bom observar que o ambiente no exterior não é dos melhores. Aumentam as preocupações com o crescimento global, devido as tensões no comércio minarem a confiança dos investidores que podem tomar uma posição de maior cautela até o final do dia. Os agentes também digerem declarações de Donald Trump de que o Federal Reserve enlouqueceu ao manter sua política de aperto monetário. Sobre o assunto, Cristine Lagarde, diretora do FMI afirmou ser legítimo e necessário que o FED aumente as taxas de juros, alertando também para que os países envolvidos em guerras comerciais e cambiais possam encontrar um ponto de equilíbrio a fim de não prejudicar o crescimento global afetando “espectadores inocentes”. E vem dos Estados Unidos, importante indicador nesta manhã. Trata-se do índice de preços ao consumidor que caiu 0,49% em setembro, o que pode colaborar para o desempenho do real nesse início de manhã. No Brasil as vendas no varejo cravaram alta de 1,3% em agosto na comparação com julho, a primeira alta depois de três quedas seguidas. O Banco Central Brasileiro continua rolando vencimentos de swaps, e oferta 7.700 contratos nessa finalidade entre 11h30 e 11h40 de hoje.

 

Na agenda interna, O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, disse já ter propostas de reformas prontas para serem apresentadas em janeiro, inclusive para uma reforma tributária, caso seja eleito presidente, e afirmou que seu eventual governo vai buscar um “dólar compatível” e a menor taxa de juros possível. Bolsonaro confirmou, ainda, que será liberado pelos médicos na semana que vem para participar de eventos de campanha, e que estará disponível para comparecer a dois debates com seu adversário no segundo turno, Fernando Haddad, do PT.

Jair Bolsonaro, tem 58 por cento dos votos válidos para o segundo turno da eleição presidencial marcada para o final deste mês, enquanto o petista Fernando Haddad soma 42 por cento, mostrou pesquisa Datafolha.

 

Na agenda externa, A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, alertou os países contra se envolverem em guerras comerciais e cambiais, dizendo que elas prejudicarão o crescimento global e colocarão em perigo “espectadores inocentes”. Outro assunto abordado por Lagarde foi o de política monetária americana, afirmando ser "legítimo e necessário" para o Fed aumentar as taxas de juros, contrariando o presidente Trump que criticou o banco central, chamando o Fed de “louco” por seus planos de continuar aumentos graduais nos próximos meses. Os mercados de ações em toda a Europa caíram após grandes perdas na Ásia durante a noite e o maior declínio das ações americanas em mais de oito meses ontem, bem como aumento dos rendimentos dos títulos do Tesouro que provocaram uma fuga de ativos de risco.

                              

Nas Bolsas, O índice acionário de Xangai registrou uma queda acentuada para a mínima de quase quatro anos nesta quinta-feira, depois de perdas nos mercados globais após recuo em Wall Street. Os investidores venderam suas posições em meio a uma combinação de fatores, incluindo o aumento da taxa de juros nos Estados Unidos, a disputa comercial entre a China e os EUA, assim como os alertas do FMI sobre a estabilidade financeira global e os riscos ao crescimento econômico. Bolsas Europeias em queda.

Nos Estados Unidos, índice de preços ao consumidor e pedidos de auxílio desemprego encerram a semana.

 

Fonte: Reuters e Investing.com

Panorama de Mercado 10/10/2019

0

Aos clientes e amigos,

 

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em alta no início dos negócios. Os mercados continuam atentos ao noticiário politico em busca de mais detalhes a respeito dos programas de governo do PSL e do PT. Em suma, isso pode significar que passaremos por um período onde a volatilidade deve permanecer ao sabor das informações que forem sendo publicadas na mídia. Pesquisa de intenção de votos, formação de equipe, apoio no congresso e comprometimento com a democracia sinalizam que ambos tendem buscar se aliançar com propostas onde o centro tenha importância no pleito. Por isso a propaganda eleitoral que começa na próxima sexta-feira pode dar contribuição na formação de opinião. O que podemos imaginar é que em havendo uma projeção mais clara sobre o vencedor pouco antes do segundo turno, a volatilidade possa diminuir a depender do programa que sair vencedor. Vale salientar, que independente de eleições no Brasil, o mercado terá que voltar-se oportunamente aos acontecimentos externos, e aí, é interessante verificar que os riscos ao sistema financeiro global aumentaram e podem chegar às economias emergentes conforme as tensões comerciais globais se acentuam. O presidente americano Donald Trump voltou a  repetir sua ameaça de impor tarifas sobre 267 bilhões de dólares em produtos chineses se a China retaliar as tarifas recentes e outras medidas tomadas pelos EUA na crescente guerra comercial entre os dois países. Já o governo italiano afirmou que não voltará atrás com os planos de aumentar o déficit orçamentário do país, descartando a orientação da União Europeia. Nesta manhã tivemos a divulgação do IPP – índice de preços ao produtor nos Estados Unidos, que marcou alta de 0,2% em setembro, revertendo uma queda inesperada em agosto e em linha com as expectativas. Já o Banco Central Brasileiro continua rolando vencimentos de swaps, e oferta 7.700 contratos com essa finalidade, entre 11h30 e 11h40.

 

 

Na agenda interna, O economista Paulo Guedes, coordenador do programa econômico do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, está sob investigação do Ministério Público Federal em Brasília por suspeita de associar-se a executivos ligados a PT e MDB para praticar fraudes em negócios com fundos de pensão de estatais, segundo reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” desta quarta-feira.

 

 

Na agenda externa, O governo da Itália afirmou que não vai voltar atrás com os planos de aumentar o déficit orçamentário, indo ainda mais contra o mercado financeiro e a pressão da União Europeia e descartando as críticas da agência orçamentária do Parlamento.

Os riscos ao sistema financeiro global aumentaram ao longo dos últimos seis meses e podem se elevar com força se as pressões nos mercados emergentes ampliarem ou as relações comerciais globais se deteriorarem mais. "Os riscos de curto prazo à estabilidade financeira global aumentaram um pouco", disse o FMI. "No geral, os participantes do mercado parecem complacentes sobre o risco de um forte aperto nas condições financeiras."

Uma autoridade do Ministério das Finanças da China afirmou sentir-se "um pouco mais otimista" sobre a perspectiva de romper um impasse nas negociações comerciais com os Estados Unidos, afirmando que ambos os lados estão integrados economicamente demais para tolerar os efeitos adversos.

 

                              

Nas Bolsas, O índice acionário chinês de blue-chips recuou pelo terceiro dia consecutivo nesta quarta-feira, mas o índice de Xangai subiu com os investidores avaliando o apoio do governo ao crescimento econômico contra o impacto da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a repetir na terça-feira sua ameaça de impor tarifas sobre 267 bilhões de dólares em produtos chineses se a China retaliar as tarifas recentes e outras medidas tomadas pelos EUA na crescente guerra comercial entre os dois países. A China precisa tomar medidas fortes de estímulo para apoiar o crescimento, com o país em um período "crítico" de estabilização de sua economia, segundo um comentário do Global Times, um tablóide chinês apoiado pelo Estado. Bolsas Europeias com desempenhos mistos.

 

 

Nos Estados Unidos, IPP e discurso de Rapha Bostic, membro do FOMC hoje.

 

Fonte: Reuters e Investing.com

Panorama de Mercado 09/10/2019

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  ➖1💱 🇪🇺 EURO   ➖1,37%  🗞.

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em baixa no início dos negócios. Com os mercados animados com a possível vitória de Jair Bolsonaro nas eleições, dado ao expressivo número de votos que o candidato recebeu, é importante observar que a disputa ainda está em aberto, afinal até 28 de outubro ainda tem caminho a se percorrer. O Brasil ainda possui um alto déficit fiscal, e as condições externas como por exemplo a guerra comercial dos Estados Unidos com a China, a readequação de políticas monetárias dos principais Bancos Centrais do planeta tendem a pressionar os mercados emergentes em relação a fuga de capital em dado momento, portanto, seja pelo lado especulativo que elevou a taxa do dólar a aproximados 4,20, ou, exacerbada queda da moeda, com a diminuição do risco político, precisam ser ponderados, afinal, a atividade econômica brasileira se mostra fraca, em meio a esse cenário. Inclusive o FMI reduziu suas estimativas de crescimento do país em 2018 e 2019, para o primeiro ano, 1,4%, redução de 0,4% em relação a projeção anterior, já para 2019, 2,4% em corte de 0,1% em relação a sua última previsão. Em relação ao crescimento global, o órgão agora prevê crescimento de 3,7% para ambos os anos, abaixo da previsão de julho, de 3,9%, considerando os riscos comerciais e os desempenhos mais fracos dos países emergentes e até da zona do euro. Com a configuração atual do cenário a Selic deve ser mantida em 6,50% até o final de 2018, salvo alguma surpresa eleitoral. Em relação a liquidez, os mercados operam de forma tranquila, e o Banco Central Brasileiro possui de mecanismos para atender as demandas que ora se fizerem necessárias. Hoje a instituição realiza rolagem de vencimentos de swaps, entre 11h30 e 11h40 ofertando 7.700 contratos com essa finalidade. No exterior, o rendimento do título do tesouro americano, com vencimento em 10 anos subiu 2.9 pontos base para 3,256%, depois de atingir o seu nível mais alto desde o final de abril de 2011. O aumento nos rendimentos de títulos pode afetar a demanda por ativos de risco. Os mercado também ficam atentos a discursos de integrantes do Federal Reserve durante o dia. O BC americano tende a elevar o juro em dezembro levando-o para a faixa entre 2,25% e 2,50%.

 

 

Na agenda interna, Os problemas provocados pela greve dos caminhoneiros e as condições financeiras externas mais apertadas pressionam a economia do Brasil neste ano e levaram o Fundo Monetário Internacional (FMI) a reduzir suas estimativas de crescimento para 2018 e 2019. O Produto Interno Bruto do Brasil deve crescer 1,4 por cento em 2018 nas contas do FMI, que reduziu sua estimativa em 0,4 ponto percentual em relação à projeção anterior feita em julho, de acordo com seu novo relatório “Perspectiva Econômica Mundial”. Para 2019, o corte foi de 0,1 ponto percentual, a 2,4 por cento. O crescimento esperado é impulsionado “pela recuperação da demanda privada conforme o déficit de produção gradualmente diminui”, apontou o FMI. Com relação ao crescimento global, o orgão agora prevê um crescimento de 3,7 por cento em 2018 e 2019, abaixo da previsão de julho, de 3,9 por cento para os dois anos. A redução reflete uma confluência de fatores, incluindo a introdução de tarifas de importação entre os Estados Unidos e a China, desempenhos mais fracos dos países da zona do euro, Japão e Reino Unido e crescentes taxas de juros que pressionam alguns mercados emergentes com saídas de capital, especialmente Argentina, Brasil, Turquia, África do Sul, Indonésia e México.

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) mostrou em setembro um cenário de elevada incerteza no mercado de trabalho ao recuar pelo sétimo mês seguido e atingir o menor nível em quase dois anos. O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, caiu 3,3 pontos e foi a 91,0 pontos em setembro, o menor resultado desde dezembro de 2016. A taxa de desemprego no Brasil caiu pela quinta vez seguida no trimestre até agosto e foi a 12,1 por cento, mas as apreensões devido ao ritmo fraco da economia continuam a afetar os trabalhadores, que seguem desanimados quanto ao mercado de trabalho, de acordo com dados do IBGE.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo iniciou outubro com avanço de 0,43 por cento na primeira quadrissemana do mês, após alta de 0,39 por cento em setembro. O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos.

A produção industrial brasileira caiu em agosto em 6 dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na comparação com julho. Na média do país, a produção industrial brasileira caiu 0,3% em agosto frente ao mês anterior, conforme divulgado pelo IBGE. No acumulado no ano, a indústria tem alta de 2,5%. Em 12 meses, houve perda de ritmo, passando de um avanço de 3,3% até julho para 3,1% até agosto.

 

 

Na agenda externa, O Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou suas previsões de crescimento econômico global para 2018 e 2019, afirmando que a guerra comercial está pesando e que os mercados emergentes enfrentam dificuldades com condições financeiras mais restritivas e fluxo de saída de capitais.

 

                              

Nas Bolsas, Os índices acionários da China fecharam sem direção comum nesta terça-feira diante das preocupações com as perspectivas de crescimento, apesar dos movimentos de Pequim para sustentar a economia e conter os efeitos da intensificação da guerra comercial com os Estados Unidos. Bolsas Europeias ensaiam alta.

 

Nos Estados Unidos, O rendimento do título do tesouro americano, com vencimento em 10 anos subiu 2.9 pontos base para 3,256%, depois de atingir o seu nível mais alto desde o final de abril de 2011 em 3.261%, enquanto a rentabilidade de 30 anos subiu para 3,44%. Os rendimentos do Tesouro aumentaram recentemente após uma série de dados econômicos otimistas que reforçaram o argumento de que o Federal Reserve aumentaria as taxas em dezembro e além disso. O aumento nos rendimentos de títulos pode afetar a demanda por ativos vistos como mais arriscados, como ações, particularmente quando os rendimentos estão mais altos do que os do mercado acionário.

Os mercados estarão muito atentos aos comentários de alguns integrantes do Fed hoje na busca de suas opiniões sobre as tendências de inflação, já que os investidores estão atentos a indicações sobre o ritmo dos futuros aumentos de juros este ano. O Fed elevou as taxas de juros no final do mês passado, o terceiro aumento da taxa este ano, e deve seguir com outro aumento antes do final de dezembro, levando a taxa básica de juros de 2,25 para 2,50%.

 

Fonte: Reuters e Investing.com

Panorama de Mercado 08/10/2018

0

Aos clientes e amigos,

 

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  ➖2,90%  💱 🇪🇺 EURO   3,17%  🗞 .

 

 

No mercado de câmbio: Dólar abrindo em forte baixa no início dos negócios. As cartas estão na mesa. De um lado, Jair Bolsonaro, que defende privatizações, corte de gastos e a autonomia do Banco Central, do outro, Fernando Haddad, adepto de estatizações, investimentos e transferência de renda. Os focos mais importantes a serem enfrentados pelo próximo presidente da República serão a reforma da previdência e a diminuição do déficit fiscal do país, para recuperar a credibilidade junto aos investidores, e a julgar pelo resultado das eleições de ontem, com ampla vantagem ao candidato do PSL, a reação do mercado já mostra qual é o seu escolhido. O congresso nacional também passou por uma reformulação e o que era um problema para Bolsonaro em relação a governabilidade, agora já não é mais uma pedra em seu sapato, afinal além do novo quadro de união de forças, o candidato vem recebendo apoio de várias frentes parlamentares, além de esperar uma migração natural dos votos anti-PT. Mas a vida segue mesmo em meio às eleições e sobre a economia do Brasil, o IGP-DI e o IPC-S aceleraram. O boletim focus do Banco Central trouxe as seguintes estimativas para o final de 2018: IPCA: 4,40%, USD: 3,89, PIB: 1,34% e SELIC: 6,50%. No exterior, hoje é feriado nos Estados Unidos. Já a China anunciou corte de 1% na taxa de compulsório dos bancos, ampliando os esforços para sustentar a economia e acalmar as preocupações. A semana ainda reserva discursos de vários membros do Federal Reserve, Ata do Banco Central Europeu, balança comercial chinesa, produção industrial na zona do euro, inflação ao consumidor americano, são os destaques. O Banco Central Brasileiro continua com seu programa de rolagem de swaps, ofertando 7.700 contratos com essa finalidade entre 11h30 e 11h40.

 

 

Na agenda interna, O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, conquistou votação expressiva no primeiro turno da eleição presidencial, mas não o suficiente para evitar um segundo turno contra o petista Fernando Haddad, salvo pela Região Nordeste, que garantiu uma nova rodada de votação daqui a três semanas, na qual o capitão do Exército larga na frente.

O principal articulador político da campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL), o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), afirmou que estava sendo procurado por políticos interessados em apoiar o capitão no segundo turno e indicou que a estratégia será fazer negociações com parlamentares no varejo. Segundo Onyx, o objetivo é negociar independentemente da posição dos caciques partidários, e trabalhar para que haja uma migração natural de votos de candidatos anti-PT para a candidatura de Bolsonaro.

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) acelerou a alta a 1,79 por cento em setembro sobre avanço de 0,68 por cento em agosto diante do aumento tanto dos preços no atacado quanto no varejo. Já o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) começou outubro acelerando a alta a 0,53 por cento depois de fechar setembro com avanço de 0,45 por cento.

 

 

Na agenda externa, O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, e o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, concordaram em marcar uma segunda cúpula “o mais rápido possível” e discutir possíveis inspeções dos EUA em instalações nucleares norte-coreanas, informou o gabinete presidencial da Coreia do Sul ontem.

 

                              

Nas Bolsas, Os índices acionários chineses caíram nesta segunda-feira, com os investidores de volta após feriado prolongado dispensando as ações apesar do movimento de Pequim no final de semana para estimular mais empréstimos em um momento de crescentes temores sobre o impacto econômico da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. O banco central da China anunciou no domingo corte de 1 ponto percentual na taxa de compulsório dos bancos, ampliando os esforços para sustentar a economia e acalmar as preocupações. Bolsas Europeias em baixa.

 

 

Nos Estados Unidos, James Bullard, presidente do FED de St.Louis, disse que o País precisa de ganhos de produtividade para manter suas atuais taxas de crescimento. A produtividade dos trabalhadores dos EUA subiu no seu ritmo mais rápido em mais de três anos no segundo trimestre, dados confirmados no mês passado, mas a tendência no crescimento da produtividade permaneceu moderada. Hoje é feriado no país.

 

Fonte: Reuters.