Panorama de Mercado 07/01/19

Aos clientes e amigos,

Bom dia  👀 📊  ativos operando:  🏛 🇺🇸 DÓLAR  ▼0,21%  💱 🇪🇺 EURO ▲ 0,09%  mediante encerramento do dia anterior.

No mercado de câmbio:

O dólar opera em estabilidade com as nomeações de Diretores para os Bancos Estatais (Caixa – BB – BNDES). Trabalhando neste momento em torno de R$3,7085 para remessas acima de U$$ 1milhãi e vinculadas a importação e exportação.

Na historia recente do mês de Janeiro o dólar foi amplamente inferior em relação às outras principais moedas, com o índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, apresentando queda de 0,3%, para 95,46.

O dólar permaneceu em segundo plano após os comentários de sexta-feira do Fed, enquanto a retomada das negociações comerciais entre EUA e China enfraqueceu a demanda pela divisa.

O euro ficou mais forte, com o aumento de 0,41%, para 1,1437, mesmo depois de os dados mostrarem que as encomendas às fábricas alemãs caíram mais do que o esperado em novembro. Relatórios separados mostraram que a moral dos investidores da zona do euro caiu para uma baixa de quatro anos em janeiro, mas as vendas no varejo do bloco subiram fortemente em novembro.

(Fonte:Investing.com)

 

Na mercado interno:

A perspectiva do mercado para a taxa básica de juros em 2019 foi reduzida pela terceira semana seguida, em um cenário de inflação contida e depois que o Banco Central jogou para um futuro indeterminado eventual início de aperto monetário.

Os economistas consultados na pesquisa Focus do BC divulgada nesta segunda-feira passaram a ver a Selic a 7 por cento no final deste ano, de 7,13 por cento na mediana das projeções do levantamento anterior. Para 2020, a perspectiva continua sendo de taxa básica de juros terminando o ano a 8 por cento.

Já o Top-5, grupo dos que mais acertam as previsões, ainda vê que a Selic permanecerá em piso histórico de 6,5 por cento –patamar em que se encontra atualmente– ao longo de 2019.

O BC deixou de mencionar a possibilidade de um eventual início de aperto nos juros, jogando para um futuro indeterminado uma alta da Selic ao traçar um quadro favorável para a inflação, embora ainda alerte que os riscos altistas para o IPCA seguem no radar.

O Focus mostrou ainda que os economistas veem que o IPCA terminou 2018 com alta de 3,69 por cento, sem alterar sua projeção. Para 2019 também permanece o cálculo de inflação de 4,01 por cento.

O centro da meta oficial de 2018 é de 4,50 por cento e, para 2019, de 4,25 por cento. A margem de tolerância para ambos os anos é de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), a pesquisa semanal com uma centena de economistas mostra que o crescimento no ano passado continuou sendo calculado em 1,30 por cento, mas para este ano houve uma redução de 0,02 ponto percentual na conta, a 2,53 por cento.

(Fonte:Investing.com)

 

Na agenda:

Hora

Moeda

Evento

Atual

Projeção

Prévio

04:30

  GBP

Índice Investing.com GBP/USD

31,5%

 

36,6%

04:30

  USD

Índice Investing.com Ouro

64,4%

 

65,1%

04:30

  USD

Índice Investing.com S&P 500

69,2%

 

76,7%

04:30

  JPY

Índice Investing.com USD/JPY

70,3%

 

71,5%

04:30

  EUR

Índice Investing.com EUR/USD

43,8%

 

45,2%

05:00

  EUR

Encomendas à Indústria – Alemanha (Mensal) (Nov)

-1,0%

-0,2%

0,2%

05:00

  EUR

Vendas no Varejo – Alemanha (Mensal) (Nov)

1,4%

0,4%

0,1%

08:00

  EUR

Vendas no Varejo (Mensal) (Nov)

0,6%

0,2%

0,6%

09:30

  BRL

Boletim Focus  

 

 

 

13:00

  USD

Transporte de Bens de Capital Não Relacionados à Defesa, excl. aeronaves (Mensal)

 

 

-0,1%

13:00

  USD

Encomendas à Indústria (Mensal) (Nov)

 

0,3%

-2,1%

13:00

  USD

ISM Não-Manufatura: Emprego (Dez)

 

 

58,4

13:00

  USD

PMI ISM Não-Manufatura (Dez)

 

59,6

60,7

15:40

  USD

Discurso de Bostic, membro do FOMC  

 

 

 

(Fonte:Investing.com )

 

No mercado Externo :

As negociações comerciais programadas para os dias 07 e 08 de janeiro entre os EUA e a China começaram nesta segunda-feira em Pequim, com investidores aguardando que os dois lados possam fechar um acordo comercial mais abrangente antes do final de uma trégua de 90 dias na guerra comercial.

Washington e Pequim têm até 1º de março para fazer um acordo, depois dessa data, o presidente norte-americano Donald Trump prometeu elevar as tarifas para 25%, de 10%, para US$ 200 bilhões em importações chinesas.

A prolongada disputa comercial entre as duas maiores economias do mundo gerou temores sobre a desaceleração econômica na China, após uma série de dados econômicos fracos e alimentou preocupações sobre o impacto sobre a economia global depois da Apple (NASDAQ:AAPL) emitiu um aviso na redução de receita para o primeiro trimestre fiscal do ano, na semana passada.

(Fonte:Investing.com)

 

Nas Bolsas:

 O mercado futuro dos EUA apontava para uma abertura estável em Wall Street, com a recuperação do mercado global de ações perdendo força.

Às 8h40 o blue chip futuros do Dow ficou estável, os futuros do S&P 500 recuavam 0,09%, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 tinha queda de 0,23%.

Na Europa, os mercados acionários caíram para o vermelho, apagando os ganhos da abertura.

O apetite ao risco foi minado pelos os legisladores americanos que ainda não conseguiram chegar a um acordo para encerrar a paralisação do governo, enquanto os riscos de Brexit continuaram a ofuscar as perspectivas na Europa.

Durante a noite, ações chinesas foram firmadas após o banco central do país anunciar uma flexibilização da política destinada a enfrentar uma desaceleração econômica, enquanto a retomada das negociações comerciais entre Washington e Pequim também impulsionou o apetite ao risco, deixando os mercados asiáticos amplamente em alta.

Os mercados dos EUA se recuperaram na sexta-feira depois de um relatório de empregos mais forte do que o esperado e dos comentários do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, que indicaram que o banco central seria paciente e flexível sobre política monetária este ano.

(Fonte:Investing.com)

O mundo gira e a ADVANCED informa VOCÊ.

Para fazer cotações e saber mais sobre nossos produtos, nossos OPERADORES  estão à sua disposição.

Obrigado – Mit freundlichen Grüßen – Merci – Grazie -Kind Regards – 最好的问候 

Publicado por

Douglas Dantas

Gerente Mesa de Operações e Executivo Financeiro com ampla experiência em todos os aspectos do comercio exterior e câmbio. Experiência direta em intermediações de operações bancárias e rotina de mesa de operações. Gerenciamento de tesouraria cambial, conta corrente moeda estrangeira, atendimento a clientes finais. Expertise em SPB e SWIFT system.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *