Dicas para quem vai morar fora do país

0

Pronto, você decidiu que vai realizar o sonho de morar fora do país. Seja para estudar, ou trabalhar, ou para fazer as duas coisas, viver em outro país é engrandecedor, e objetivo de vida de muitas pessoas.

 

Essas mudanças, na grande maioria das vezes, não são simples. São muitos detalhes para ter atenção, além de outras preocupações que surgem como a adaptação ao novo país, o encerramento de todas as pendencias que a pessoa tem no país de origem.

 

Nós levantamos algumas dicas para você se preparar melhor para este momento de morar fora do país.

 

1 – Pague todas as suas contas (dívidas)

Quando for sair do Brasil para morar em outro país, pague todas as suas contas e/ou dívidas. Não é porque você mudará de nação que suas contas ou dívidas anteriores serão esquecidas ou perdoadas.

 

Iniciar uma vida em outro local com pendencias do passado é uma dor de cabeça desnecessária. Você não sabe 100% como serão suas obrigações financeiras no país que irá morar, e o que fica para trás vai simplesmente te atrasar.

 

2 – Junte dinheiro

Como escrito acima, você não sabe 100% como serão suas obrigações financeiras, e ter uma reserva de dinheiro é uma forma de você estar mais tranquilo nos novos desafios que irá encontrar.

 

Além disso, essa mudança exigirá adaptação não só ao ambiente, mas a cultura, e tudo isso pode te levar a mais problemas, que podem impactar no seu trabalho, portanto, estar precavido para uma possível situação de desemprego em outro país também é uma dica importante para você superar mais facilmente os desafios que encontrará.

 

3 – Separe toda a documentação

Esteja informado a respeito de todos os documentos que você precisará ter em todas as situações no local que você irá morar. Seja para entrar no país, para apresentar na escola onde irá estudar, para entregar na empresa onde prestará serviço.

 

Antecipe-se na busca por todos os documentos necessários, alguns podem ser demorados para serem tirados, e para alguns dados pode ser necessário que o documento seja traduzido, ou seja, mais uma vez você precisaria de tempo disponível para tal.

 

Fique bastante atento ao que você precisará de documentação, esta é uma parte bastante importante da viagem.

 

4 – Pesquise muito sobre seu destino, principalmente sobre a cultura local

Informe-se a respeito das oportunidades de trabalho, sobre o custo de vida, oportunidades de estudo. Descubra a língua oficial e outras não oficiais, e analise o que está dentro das suas expectativas, objetivos e até mesmo qual o grau de dificuldade que você terá em todas essas situações.

 

Evite chegar no país sem saber sobre como costumam receber as pessoas, sobre como você vai se comunicar e para onde exatamente irá.

 

Além disso, busque informações a respeito do trajeto, de como agem os moradores locais, o que gostam, o que não gostam.

 

Sua ideia é ir para a Europa? Conheça as cidades mais baratas para se viver na Europa.

 

5 – Atualize seu currículo

Seu currículo é um ponto extremamente importante neste momento. Você precisará deixa-lo completamente atualizado, de preferência no LinkedIn, e na língua oficial do país que irá morar.

 

Veja as melhores práticas de construção de currículo, descreva suas experiências e deixe claro seus objetivos.

 

6 – Estude a língua

Ao definir com antecedência o país que irá morar, você deve começar a estudar a língua, antes da mudança, ainda aqui no Brasil. Essa é uma forma de você respeitar as pessoas e cultura de onde irá, sabendo se comunicar de maneira básica.

 

Além disso, obviamente, você terá mais tranquilidade para enfrentar os primeiros dias e  desafios, estará mais competitivo para um futuro emprego e, consequentemente, mais preparado para atingir seus objetivos pessoais.

 

7 – Informe-se sobre atendimentos médicos

No Brasil cerca de 1/3 da população usa plano de saúde. Quem não tem esta possibilidade se apoia no SUS (Sistema Único de Saúde), que possibilidade atendimento gratuito na maioria dos casos. E você sabe como funcionam atendimentos médicos no país onde você irá morar? Sabe como passar em uma consulta ou internação?

 

Informe-se sobre os atendimentos médicos em outros países, pois é o típico caso de emergência que pode ser preocupante de diversos pontos de vista para você.

 

8 – Venda suas coisas

Quando tiver definido o local, estudado a língua, planejado financeiramente sua viagem, garantido ao menos os primeiros meses de estabilidade financeira, e obtido todas as outras informações necessárias, e com a viagem marcada, você poderá pensar em como vender seus bens materiais no Brasil, e levantar mais um dinheiro para a sua viagem.

 

Não adianta deixar carro com a família, e analise se é melhor vender ou alugar um imóvel próprio. A locação pode ser ruim em algum momento em que o imóvel ficar vago, pois você precisará disponibilizar dinheiro para a manutenção dele aumentando seu custo mensal mesmo em outro país.

 

9 – Esteja preparado para enfrentar suas barreiras, seus medos e o desconhecido

Os primeiros meses são os mais difíceis para todos que já passaram por essa experiência. Você viverá muitas coisas novas, e se tiver disposição e positividade, vai superar todas as dificuldades e transformar cada detalhe em um aprendizado, até porque atitudes simples como ir ao supermercado serão grandes novidades.

 

Em cada momento você vai aprender um traço distinto de uma outra cultura, de forma que essa será uma experiência muito enriquecedora.

 

As pessoas com grandes conquistas e realizações, são as que têm coragem para enfrentar suas barreiras e, consequentemente, as que aprendem com todas as diferentes situações que vivenciam.

Conheça os chocolates mais caros do mundo

0

Chocolate é, para muitos, irresistível. Por isso, existem chocolates que são mais do que iguarias, são como joias de muito luxo. Infelizmente não acessíveis para todos, com preços altos, mas com certeza uma experiência única e verdadeiramente inesquecível.

 

Vamos apresentar para você dez verdadeiras obras de arte, com raros sabores e de dar muita água na boca.

 

Conheça abaixo os dez chocolates mais caros do mundo:

 

10) Pierre Marcolini

Com excelência na produção desde a colheita, os chocolates Marcolini têm combinações de sabores que utilizam o molho mexicano Tabasco, que é apimentado, além de outros condimentos. O quilo dos chocolates Pierre Marcolini pode chegar a aproximadamente R$ 250,00.

 

9) Vosges Haut Chocolat:

Com chocolates de sabores extravagantes como bacon, curry indiano, wasabi, entre outros, a Vosges Haut Chocolat é de dar água na boca, mas coceira no bolso: o chocolate pode chegar a R$ 335,00 o quilo.

 

8) Richard Donnely

No mercado desde 1988, a Richard Donnely é conhecida pela sofisticação e elegância de seus bombons, e o preço confirma esse requinte: o chocolate pode chegar a custar R$ 360 o quilo.

 

7) Chuao

De fabricação venezuelana, os chocolates Chuao não usam conservantes em sua composição. E para viver a experiência do sabor, o desembolso chega a aproximadamente R$ 385,00 o quilo.

 

6) Debauve & Gallais

Com mais de 200 anos de tradição e com produções com baixas quantidades de açúcar, sem conservantes e corantes, além de cacau de altíssima qualidade, e ingredientes como avelã, nozes, passas e rum, e com o preço de aproximadamente R$ 455,00 o quilo.

 

5) Richart

Especializada em minibombons, a grife surgiu em 1925 através do trabalho do designer Michel Richart, e comercializa chocolates aromáticos balsâmicos, frutados, tostados, herbáceos, cítricos, florais e de especiarias, e cada sabor tem 7 aromas diferentes. O quilo chega a custar R$ 575,00.

 

4) Godiva

Originalmente vinda de um país reconhecido pela qualidade dos chocolates, a Godiva tem sabores variados e bombons feitos com pasta de cacau moldada à mão. O quilo de toda essa delicadeza não sai por menos de R$ 600,00.

 

3) Delafee

Preparado com com grãos finos de cacau, açúcar, óleo de coco, manteiga de cacau, leite e baunilha, os chocolates Delafee têm o luxo na sua cobertura, que é aplicada à mão, e são flocos comestíveis de ouro 24 quilates.  O preço dessa experiência gastronômica fica em torno de R$ 2.400,00 o quilo.

 

2) Noka

Compilação dos mais finos chocolates pretos originários de plantações da Venezuela, de Trinidad e do Equador, The Vintages Collection é o produto mais caro da Noka, composto por 75% de cacau com outras misturas como manteiga de cacau e açúcar. O quilo custa R$ 3,5 mil e eles não possuem nem site.

 

1) Chocopologie

O chocolate mais caro do mundo só pode ser comprado por encomenda direto no café, que fica nos Estados Unidos. Ele é um bombom de trufa negra, coberto com um óleo de ganache feito com a iguaria e 70% de cacau e ainda é enrolado à mão. Para provar um bombom você precisa ter US$ 250 na carteira. Se quiser levar para uns amigos provarem, o quilo custa R$ 12.500,00.

 

E você já experimentou algum desses?

Experiência rara e deliciosa, não? Conte pra gente.

Hotéis temáticos para conhecer no mundo

0

Existem hotéis ao redor de todo o mundo que são muito mais do que simples locais de hospedagem, são ambientes de experiências e entretenimento incríveis e inesquecíveis.

 

Levantamos alguns destes hotéis temáticos para você conhecer em alguns países que visitar.

 

Confira abaixo algumas opções:

 

  1. Hotel temático: Hello Kity

 

Hotel temático Hello Kitty, em Londres, Inglaterra
Hotel temático Hello Kitty, em Londres, Inglaterra

 

Para quem é fã da Hello Kity, o Grand Hi-Lai Hotel é uma escolha certeira. Existem dois quartos no hotel com decoração da gatinha famosa com sofá, cadeiras, roupas de cama e itens acessórios, tanto no quarto maior (familiar), quanto no menor.

 

 

  1. Hotel temático: Harry Potter

 

Georgian House Hotel, em Londres, temático Harry Potter
Georgian House Hotel, em Londres, temático Harry Potter

 

Em Londres, Inglaterra, o Georgian House Hotel possui dois quartos com o tema de Harry Potter. Ambos dormitórios possuem diversos itens do tema, como caldeirões e “poções mágicas”.

 

  1. Hotel temático: Beatles

 

Hotel temático Beatles, em Liverpool, Inglaterra
Hotel temático Beatles, em Liverpool, Inglaterra

 

Também na Inglaterra, mas em Liverpool, não poderia faltar uma homenagem aos Beatles. O responsável por isso é o Hard Days Night Hotel, que possui suítes quatro estrelas inspiradas em John Lennon, Ringo Star, Paul McCartney e George Harrison.

 

 

  1. Hotel temático: trem

 

The Jane Hotel, New York, temático de trem
The Jane Hotel, New York, temático de trem

 

Quem nunca passou uma noite viajando de trem pode ter a oportunidade de sentir um pouco deste momento em um hotel de New York, o The Jane Hotel. Embora com pintura e móveis retrô, as suítes possuem itens que não existiam na década de 20, como TV, estação para iPod, WiFi, entre outros.

 

 

  1. Hotel temático: carros

 

V8 Hotel Alemanha temático
V8 Hotel, Stuttgart, Alemanha, temático de carros

 

Stuttgart, na Alemanha, é uma cidade famosa para os adoradores de carro, já que é sede da fábrica da Mercedes, e possui o Museu do Porsche. É o lugar certo para um hotel temático sobre carros, o v8 Hotel. São alguns quartos que usam carros famosos como tema, e o hotel ainda tem um cinema drive-in, além de organizar corridas.

 

  1. Hotel temático: cachorro

 

Hotel Dog Bark Park Inn, temático de cachorro
Hotel Dog Bark Park Inn, nos Estados Unidos, temático de cachorro

 

Cottonwood, nos Estados Unidos, é a cidade sede de um hotel bastante curioso, o Dog Bark Park Inn. Em formato de um Beagle, o hotel possui quartos decorados com réplicas de cachorros. Especial para as pessoas que são apaixonadas pelo ‘melhor amigo do homem’.

 

  1. Hotel temático: gelo

 

Hotel Glace, em Quebec, no Canadá, hotel temático de gelo
Hotel Glace, em Quebec, no Canadá, hotel temático de gelo

 

O Canadá é um país com clima muito frio. E a experiência de visitar o estado de Quebec pode ser ainda mais marcante se você escolher o Hotel de Glace, na cidade de Saint-Gabriel-de-Valcartier, já que o local é todo feito de gelo, incluindo os quartos. O ambiente fica com a temperatura abaixo de zero.

 

  1. Hotel temático: vinho

 

Hotel Cava & Mastinell fica em Villafranca del Penedés, Barcelona, na Espanha
Hotel Cava & Mastinell fica em Villafranca del Penedés, Barcelona, na Espanha

 

Os apaixonados por vinho podem desfrutar de um hotel que parece uma adega, além de ser rodeado por vinhedos. O Hotel Cava & Mastinell fica em Villafranca del Penedés, cidade do estado de Barcelona, na Espanha, e seus visitantes poderão aproveitar muitas experiências com o tema.

 

  1. Hotel temático: guindaste!

 

Hotel temático Faralda Crane Hotel em Amsterdã, na Holanda
Hotel temático Faralda Crane Hotel em Amsterdã, na Holanda

 

O Faralda Crane Hotel em Amsterdã, na Holanada, é uma experiência para os aventureiros. O hotel simplesmente fica instalado em guindaste a 50 metros do chão. O conforto das suítes é digno dos melhores hotéis do mundo, e os visitantes mais corajosos podem até salta de bungee jumping.

 

As cidades mais baratas da Europa para se viver

0

A Europa é um continente que possui mais de 50 países. Destes, 28 fazem parte da União Europeia.

 

Viver na Europa, com melhores condições de vida, tanto do ponto de vista profissional, quanto pessoal, é um objetivo de muitos. Para quem pretende viver em alguma cidade do chamado velho continente, nós pesquisamos as cidades mais baratas para se viver entre as 28 nações da União Europeia.

 

Foi levantado o custo de vida médio das cidades, analisando os seguintes quesitos:

 

  • preço de moradia;
  • preço de despesas com a casa;
  • preço de alimentação e mercado;
  • de vestuário;
  • transportes;
  • cuidados pessoais (higiene e remédios);
  • entretenimento.

 

Veja abaixo as cidades mais baratas para se viver na Europa.

 

Zagreb (Croácia)

Capital da Croácia, Zagreb é a maior cidade do país. Com economia voltada para o processamento de metais, têxteis, madeira, é também um importante destino turístico.

 

Zagreb_Croacia

 

Porto (Portugal)

 

Localizada ao norte de Portugal, Porto é a segunda cidade mais importante do país. Cidade turística conhecida internacionalmente pelos seus vinhos, é também um importante polo econômico e industrial.

porto-portugal

 

Bratislava (Eslováquia)

 

A capital da Eslováquia faz fronteira com Áustria e Hungria, e é cortada pelo rio Danúbio. Até por isso, mesmo com apenas 427 mil habitantes, é uma região rica economicamente e com um alto PIB per capita.

bratislava-eslovaquia

 

Praga (República Tcheca)

Tida por muita gente como uma das cidades mais bonitas da Europa, Praga também está na lista das cidades mais baratas para viver na União Europeia. Praga é a capital da República Tcheca e o principal centro econômico do país.

 

praga-republica-tcheca

 

Budapeste (Hungria)

 

Além de barata, a capital da Hungria é um importante centro financeiro do país. É, também, a sexta maior cidade da União Europeia e considerada uma cidade global alpha.

 

budapeste-hungria

 

Varsóvia (Polônia)

 

A capital da Polônia é uma das várias cidades polonesas baratas. Com mais de 1,7 milhão de habitantes, possui diversas indústrias e universidades.

 

varsovia-polonia

 

Gdańsk (Polônia)

 

Gdańsk é uma importante cidade histórica na Polônia e faz parte do núcleo das Três Cidades (com Sopot e Gdynia) que são vizinhas e, juntas, possuem mais de um milhão de habitantes.

 

Gdansk-Polonia

 

Cracóvia (Polônia)

 

A bela Cracóvia está localizada no sul da Polônia e seu centro histórico é Patrimônio Cultural da UNESCO. Possui cerca de 850 mil habitantes.

 

cracovia_polonia

 

Brno (República Tcheca)

 

Brno é a segunda maior cidade do país e conta com milhares de estudantes universitários, sendo considerada a “cidades dos estudantes”. Também já escrevemos um texto sobre onde degustar cerveja na Europa, e República Tcheca é sem dúvida um dos melhores lugares para quem aprecia cerveja.

 

Brno_RepublicaCheca

Poznań (Polônia)

 

Mais uma cidade polonesa, Poznań tem crescimento constante e vem trabalhando para se estabelecer como uma das cidades mais importantes do mundo. Possui cerca de 636 mil habitantes e se destaca pela economia e cultura.

 

Poznan-polonia

 

Breslávia (Polônia)

 

A bela cidade de Breslávia é um importante centro universitário e industrial da Polônia. Conta 640 mil habitantes e é a segunda cidade mais barata para viver na União Europeia.

 

Breslavia-Polonia

 

Sofia (Bulgária)

 

A capital da Bulgária aparece no primeiro lugar da lista. Sofia possui 1,4 milhão de habitantes e é uma das capitais mais antigas do continente europeu, e é considerada a cidade mais barata da União Europeia para se viver.

 

Sofia-Bulgaria

Dicas para comprar dólar, euro e outras moedas estrangeiras

0

A maioria das pessoas, quando fecha uma viagem internacional, não trata a compra de dólar, euro e a moeda estrangeira que precisará comprar, com a importância necessária. É bastante comum, inclusive, deixar para comprar a moeda na última hora, na semana da viagem, ou ainda no país de destino mesmo.

 

Alguns riscos estão presentes nesta prática, como por exemplo, o país de destino não aceitar reais na hora de trocar a moeda. Além disso, a cotação em aeroportos é sempre maior, assim como em algumas casas de câmbio.

 

Sabendo deste cenário, nós listamos estas dicas abaixo para que a sua experiência na compra de dólar, euros, pesos e outras moedas estrangeiras, seja a melhor possível:

 

Melhor momento para comprar dólar, euro, pesos e outras moedas para viajar

 

A variação na cotação das moedas é constante. Assim, indicamos que ao definir a viagem internacional, comece a acompanhar a cotação da moeda desejada, e pesquise sobre qual a expectativa para o futuro, ou seja, a tendência é subir ou diminuir a cotação?

 

Para turistas, deve-se prestar atenção sempre na cotação do dólar turismo.

 

Comprar dólar e euro aos poucos

 

Uma outra dica é que você compre as moedas aos poucos. Acompanhe a variação da cotação, e sempre que estiver mais baixa, compre uma parte da quantia total que você está planejando. É a melhor forma de economizar, pois mesmo se a cotação subir muito por algum acontecimento inesperado, você terá uma média bastante razoável nas compras que realizou.

 

Onde comprar dólar, euro e outras moedas estrangeiras

A compra de dólar, euro, pesos e outras moedas precisa ser realizada com empresas credenciadas pelo Banco Central para este tipo de operação. Arriscar a compra no “câmbio paralelo” ou “câmbio negro”, fará você assumir algumas condições desfavoráveis, como por exemplo comprar nota falsa, e até mesmo ser pego fora do Brasil com notas falsas.

 

Por que escolher uma casa de câmbio como a Advanced Corretora

 

A Advanced Corretora é uma empresa especializada neste serviço de compra e venda de moda estrangeira. Além de todas as garantias, você ainda tem a comodidade de receber a moeda estrangeira onde você quiser, e as taxas são mais baixas, pois é uma empresa que trabalha especificamente com este tipo de serviço.

 

Faça a escolha certa, ao comprar moeda estrangeira, procure por quem tem 98% de aprovação entre os mais de 14.000 clientes atendidos, compre dólar, euro e mais 16 moedas estrangeiras com a Advanced Corretora.

 

Preencha o formulário e aguarde nosso contato.

Os melhores cruzeiros do mundo em 2017

0

O Prêmio Cruisers Choice Awards, realizado anualmente, destaca os principais Cruzeiros no mundo todo em 2017.

 

A fórmula de avaliação passa por 10 critérios diferentes de análise, e o navio Disney Dream alcançou nota máxima em 4 dos quesitos avaliados, ficando em primeiro lugar como o melhor cruzeiro do mundo em 2017.

 

Dentre os critérios avaliados estão: restaurantes, ambientes coletivos, cabines, entretenimento, spa & fitness, família & crianças, excursões, serviços, custo-benefício e melhorias.

 

Para chegar ao ranking, o portal Cruise Critic considerou avaliações de usuários durante o último ano, além de exigir um número mínimo de análises.

 

Entre os melhores do ranking, estão os navios da Disney. Eles saem de Orlando (EUA) com destino ao Caribe.

 

Veja abaixo o top 5 de cruzeiros de grande porte em cada categoria avaliada:

 

Cruzeiros com melhores cabines:
1 – Disney Dream
2 – Disney Fantasy
3 – Celebrity Reflection
4 – Celebrity Eclipse
5 – Harmony of the Seas

 

Cruzeiros com os melhores restaurantes:
1 – Celebrity Reflection
2 – Celebrity Eclipse
3 – Disney Dream
4 – Disney Fantasy
5 – Celebrity Equinox

 

Cruzeiros com melhores opções de entretenimento:
1 – Allure of the Seas
2 – Disney Dream
3 – Disney Fantasy
4 – Harmony of the Seas
5 – Oasis of the Seas

 

Cruzeiros com melhores opções de recreação e área fitness:
1 – Disney Fantasy
2 – Celebrity Equinox
3 – Allure of the Seas
4 – Disney Dream
5 – Oasis of the Seas

 

Cruzeiros com melhores ambientes comunitários:
1 – Disney Dream
2 – Disney Fantasy
3 – Celebration Reflection
4 – Celebrity Silhouette
5 – Celebrity Eclipse

 

Cruzeiros com os melhores serviços:
1 – Disney Dream
2 – Eclipe
3 – Celebrity Reflection
4 – Disney Fantasy
5 – Celebrity Equinox

 

Cruzeiros com o melhor custo-benefício:
1 – Norwegian Sky
2 – Celebrity Reflection
3 – Celebrity Equinox
4 – Celebrity Eclipse
5 – Grand Princess

 

Melhores cruzeiros para famílias:
1 – Dusney Magic
2 – Disney Dream
3 – Disney Fantasy
4 – Norwegian Dawn
5 – Disney Wonder

 

Melhores cruzeiros para primeiros viajantes:
1 – Viking Star
2 – Norwegian Jade
3 – Celebrity Solstice
4 – Celebrity Reflection
5 – Disney Dream

 

Cruzeiros com melhores excursões:
1 – Disney Dream
2 – Carnival Freedom
3 – Carnival Breeze
4 – Adventure of the Seas
5 – Carnival Magic

 

E você já fez algum desses cruzeiros? Algum plano para um passeio nos próximos tempos?

 

No momento de comprar moeda, programe-se e fale com a Advanced Corretora, nós podemos auxilia-lo em tudo o que precisar com relação a moeda estrangeira.

Principais destinos para uma viagem para a França

0

 

Segundo a Organização Mundial de Turismo, a França é o país mais visitado no mundo atualmente. Em 2016 foram mais de 85 milhões de visitantes.

 

Os motivos para isso são inúmeros. E iniciam junto com a história da humanidade, com uma nação que influenciou grande parte do mundo.

 

Podemos imaginar que todo o encantamento por Paris é a principal explicação para esse grande número de visitantes, mas existem outros fatores, como a comida de sabor especialíssimo e reconhecida por todos que visitam o país, os vinhos que encantam o mundo, a paisagem de montanhas, flores e praias e, claro, a riqueza em cultura e arquitetura.

 

Listamos abaixo alguns dos principais destinos para este encantamento absoluto que a França causa em seus turistas, cidades que não podem deixar de serem visitadas. Acompanhe com a gente:

 

1 – Paris

Claro que a número um é Paris, afinal, é desejada por cada pessoa que tem a possibilidade de ir para a França e possui praticamente todos os atrativos que o país oferece. Caminhar às margens do rio Sena, visitar e ficar boquiaberto com a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo, a agitação da noite parisiense, os restaurantes, cafés e docerias de experiências inesquecíveis, o museu do Louvre, a Catedral de Notre Dame, o Moulin Rouge, a avenida Champs Élysées, enfim, são vários locais para conhecer e se maravilhar.

 

2 – Córsega

Córsega é uma ilha que fica próxima da cidade de Bastia. Lugar lindo e charmoso, que mistura o clima da Europa com um país tropical. A ilha tem várias trilhas que são famosas no mundo todo por quem gosta deste tipo de aventura, e o passeio de trem pelas montanhas é outro detalhe importante para quem visita o local.

 

3 – Marselha

A terceira maior cidade da França mistura estilo com história. Com belas praias, igrejas, praças, palácios e castelos, a cidade mescla a paz de quem quer sossego e passeio cultural, com uma vida noturna agitada.

 

4 – Bordeaux

Porta de entrada para uma das regiões vinícolas de mais prestígio da Europa, a cidade passou por um renascimento urbano e hoje possui lindos boulevares com lojas e construções históricas, vida gastronômica de muita qualidade, um parque fabuloso à beira-rio e um megamuseu dedicado ao vinho do mundo todo, a Cité du Vin.

 

5 – Nice

O mar azul profundo de Côte d’Azur é o cenário impressionante da elegante Nice. Você pode aproveitar a brisa do Mediterrâneo em um passeio à beira-mar ou tenha uma visão panorâmica da cidade do alto do Morro do Castelo. A praça Rossetti destina-se somente a pedestres e fica no coração da cidade, com uma grande fonte, cercada de edifícios movimentados e da bela catedral de Sainte-Réparate, dando ao local um ar de província francesa.

 

6 – Lyon

Considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, Lyon tem 2 mil anos de história gravados em suas ruas (sim, são ruas de paralelepípedos). Você vai poder explorar essa história em Vieux Lyon (a “velha” Lyon, um dos mais extensos bairros da Renascença na Europa) e os dois anfiteatros romanos de Lyon, que ainda são palcos de shows de rock hoje em dia. Lyon é muito popular para viajantes, possui lojas sofisticadas, mercados antigos, festivais de teatro e música, e uma variedade de museus interessantes, como o Museu Internacional de Fantoches e o Museu de Miniaturas e Cenários de Cinema.

 

7 – Chamonix

Chamonix tem a montanha mais alta da Europa Ocidental, o Mont Blanc e muitas áreas de esqui. Com encostas íngremes e condições de tempo extremas, a cidade é procurada por esquiadores experientes ou iniciantes. A cidade foi sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1924.

 

8 – Estrasburgo

A cidade que fica na divisa entre a França e a Alemanha é muito famosa por sua beleza e culinárias francesa e alemã, além de essa mistura fazer com que vinho e cerveja sejam muito bem explorados e apreciados por quem visita.

 

Faça o plano da sua viagem, veja quanto tempo tem disponível para passear e decida entre essas cidades especiais para você visitar no país que mais recebe turistas no mundo!

 

Boa viagem, e quando for comprar seus euros, fale com a Advanced Corretora!

Como viajar para o exterior sem gastar muito dinheiro

0

 

Viajar para o exterior é sempre bom, são lugares especiais, culturas e povos diferentes, informações novas, experiências de vida, amadurecimento, passeios, compras, descanso e tudo mais que uma viagem a lazer pode proporcionar de bom. Mas não desperdiçar dinheiro durante estas viagens é ainda melhor, mas é um grande desafio.

 

Isso porque é muito comum acharmos que muitos produtos são ‘oportunidades’ por conta do preço, sem fazermos a conversão, ou mesmo sem pensarmos se realmente precisamos de determinado produto.

 

Este post tem como objetivo te ajudar a pensar em algumas coisas muito importantes e que se não tivermos atenção, podemos acabar uma quantia considerável de dinheiro sem necessidade.

 

1 – Planejamento para realizar uma viagem internacional
Tudo parte de um bom planejamento da viagem, conforme falamos neste post aqui.

 

Você precisa colocar na ponta do lápis todos os seus gastos. Isso significa estimar os custos com hospedagem, passeios, transporte, alimentação e, claro, compras. Este último é o maior vilão das economias. Por isso, antes de viajar, já coloque na ponta do lápis quanto você terá disponível para compras.

 

Neste momento, já é importante começar a fazer a conversão da moeda, assim você terá mais cuidado com o planejamento e a estimativa de quanto poderá investir em compras.

 

2 – Mantenha o controle com gastos no exterior
Como dissemos anteriormente, as vezes, sem fazer a conversão, nós olhamos muitos produtos como ‘oportunidade’ de fazer uma compra ‘barata’. E nem sempre é verdade. A conversão precisa estar presente 100% do tempo na sua cabeça quando está no exterior e pensa em não desperdiçar dinheiro.

 

É comum as pessoas visitarem outlets e se encantarem com muitos produtos, mas será mesmo que precisa de tanta coisa? Será mesmo que tudo será usado? Mesmo o que é barato, quando não é usado, sai caro.

 

Lembre-se também que você está viajando para viver a experiência, e não somente para fazer compras (na maioria dos casos, certo?), e as vezes algumas compras podem impedir de fazer e viver situações que ficarão marcadas para sempre na sua vida, e um produto será descartado em algum tempo.

 

3 – Como pagar suas despesas de viagem no exterior
Sabemos que o cartão de crédito acaba gerando o IOF e pode sofrer com a variação do câmbio. Assim, é um dinheiro que pode ser desperdiçado. O cartão pré-pago possibilita maior economia se comparado com o cartão de crédito.

 

Apesar de IOF ser o mesmo, você já sabe quanto pagará no momento da aquisição e compra do saldo do cartão. O mais barato é o dinheiro, que tem a menor taxa de imposto, porém, levar altas quantias é perigoso, e se você perder ou for roubado, o prejuízo é sem igual.

 

O cartão pré-pago é a forma mais equilibrada se analisarmos segurança e custo. Não é o mais barato, mas evitará dor de cabeça durante a viagem, além de ser o mais seguro.

 

Além disso, compre a moeda estrangeira ainda quando estiver no Brasil. Você terá taxas melhores e terá mais tempo e tranquilidade para pesquisar, comparar e negociar.

 

Nós fizemos um comparativo entre Cartão de Crédito, Cartão Pré-pago e Dinheiro em espécie, veja qual é a melhor opção para a sua viagem internacional

 

A Advanced Corretora tem as melhores taxas e ainda entrega a moeda na sua casa, em suas mãos, com segurança, agilidade e extrema comodidade.

 

Ajudamos a pensar em como fazer o dinheiro render mais para a viagem internacional? Tem mais dicas? Conte para nós e nossos leitores.

 

E no momento de comprar dólar, faça com quem se preocupa com você e entende do mercado, Advanced Corretora.

Brasileiros no exterior, quais países viajamos mais?

0

 

O número de brasileiros que viajam para o exterior tem aumentado a cada ano. As facilidades cada vez maiores para viajar com destino a outros países fazem com que os brasileiros visitem outras nações com mais frequência do que acontecia anteriormente.

 

Atualmente são cerca de 9 milhões de brasileiros que viajam para o exterior todo ano. Em 2005 foram 3 milhões de brasileiros visitante países estrangeiros.

 

Os países que mais recebem brasileiros nos últimos anos são:

 

1. Estados Unidos – mais de 2 milhões de viajantes

2. Argentina – mais de 1 milhão de viajantes

3. França – mais de 500.000 viajantes

4. Portugal – mais de 500.000 viajantes

5. Chile – quase 500.000 viajantes

6. Espanha – quase 500.000 viajantes

7. Uruguai – mais de 400.000 viajantes

8. Itália – mais de 400.000 viajantes

9. Reino Unido

10. México

11. Alemanha

12. Paraguai

13. República Dominicana

14. Colômbia

15. Holanda

16. Peru

17. Canadá

18. China

19. Suíça

20. Bolívia

 

Com a crise política e econômica no Brasil, em 2016 houve diminuição considerável dos gastos dos brasileiros no exterior, porém, no primeiro trimestre de 2017, o crescimento é de 75% em relação ao mesmo período de 2016.

 

E você, vai viajar para o exterior? Cadastre-se para comprar a moeda estrangeira com as melhores condições na Advanced Corretora.

12 dicas para economizar e realizar o sonho da sua viagem internacional

0

 

Visitar aquele destino lindo e sonhado que você costuma pesquisar e namorar na internet não é tão difícil quanto parece. A cultura de colaboração que se espalha cada vez mais pelo mundo está fazendo com que os preços de tudo sejam mais acessíveis, além de várias pessoas compartilharem as formas criativas para economizar e conseguir atingir seus objetivos, sejam viagens ou compra de carro ou casamentos, etc.

 

Nós pesquisamos com alguns especialistas em viagens internacionais e mochilões, quais as formas mais assertivas de economizar e conquistar a desejada viagem internacional. Vejam o que separamos para vocês:

 

1 – Organize suas finanças

Este é o primeiro passo. Aliás, não vale apenas para cumprir o objetivo da sua viagem. Essa é uma dica para a sua vida.

 

Mas antes de falar da vida toda, foco na viagem. Anote todas as suas despesas por 30 dias, do café até as contas maiores. O objetivo é entender para onde seu dinheiro está indo.

 

Este passo vai possibilitar economizar e otimizar seu dinheiro. E como dissemos, não só para a viagem, mas para toda a vida. Anotando todas as suas despesas sempre, por mais que seja uma simples gorjeta, você passará a ter o controle total do dinheiro, sabendo como e onde pode ou deve economizar.

 

2 – Crie limites de gastos

Depois de reconhecer por onde vaza seu dinheiro, você vai criar limites e metas de gastos. Por exemplo, aquela saída para o bar todo sábado até pode continuar existindo, mas precisa ter um limite de gasto bem claro e, mais ainda, muito respeitado!

 

3 – Do ponto de vista do dinheiro, exercite sua mente para considerar a viagem desde já

Este é um ponto importante também. Ao invés de calcular seu salário com a conta:

Salário – gastos mensais = X

 

Passe a considera-lo assim:

Salário – viagem – gastos mensais = X

 

Ou seja, faça a conta de quanto você precisa economizar todo mês para pagar os custos da viagem, e considere este valor como um custo mensal. Caso consiga separar este montante assim que receber seu salário, o plano será ainda mais efetivo.

 

4 – Não mexa no dinheiro poupado

Conseguiu guardar dinheiro? Não toque nele! Existem muitas pessoas que conseguem economizar por um período, mas de repente começam a ‘se coçar’ para usar o dinheiro que está ali dando sopa, seja para pagar dívidas ou comprar qualquer outra coisa. Não faça isso! Controle-se, foco!

 

5 – Tenha uma reserva financeira

Uma parte bastante importante disso tudo é você continuar separando um dinheiro para a sua reserva financeira. A viagem não pode atrapalhar outros planos, e até mesmo para a própria viagem, é importante que você esteja preparado para possíveis imprevistos. Assim, em seu orçamento, na sua planilha financeira, crie um valor mensal para ‘reserva’, e respeite tanto quanto os outros desejos e objetivos.

 

6 – Detalhe todas as informações de custo da viagem

Saiba quanto vai custar cada detalhe da sua viagem. O hotel, a passagem, as comidas, os passeios, as compras, o transporte… Pesquise, pesquise, pesquise e pesquise. Muito! Quando calcular que vai gastar R$ 50,00 por dia com alimentação, indique na sua planilha que será um pouco a mais do que isso, e assim você poderá ter tranquilidade com o que esta planejando.

 

7 – Prepare refeições em casa (e deixe de jantar fora)

Durante o período de economia, procure eliminar ao máximo as refeições fora de casa, seja almoço ou jantar. Não tem comparação o custo de um e outro. Além disso, se você não souber cozinhar, será uma ótima oportunidade para aprender várias coisas novas.

 

Uma forma de você se estimular a isso é pensar que cada jantar fora tem um custo parecido com o de um da sua viagem dos sonhos.

 

8 – Arrume um trabalho extra

Atualmente existem várias formas de levantar um dinheirinho extra, e em redes sociais você encontra muita gente procurando outras pessoas dispostas a realizar serviços pontuais e temporários.

 

Você tem alguma profissão secundária, algum conhecimento que não é sua renda principal? Seu trabalho extra pode estar aí! E o dinheiro que levantar com isso vai direto para o fundo de reserva da viagem!

 

O sacrifício vai valer a pena depois de alguns meses! Além disso, nunca se sabe o que os contatos e relacionamentos deste trabalho extra podem trazer para a sua vida. Dizem que a vida gosta mais de quem se solta e se joga.

 

9 – Compre coisas de segunda mão (incluindo roupa)

Quantas vezes você já viu alguma amiga ou amigo com uma roupa que achou bonita e pergunto de onde era, e a pessoa respondeu que era de uma marca desconhecida? Quando você compra uma roupa nova, uma das coisas que esta inclusa no preço é a marca. Marcas mais conhecidas cobram mais caro pela mesma peça que você encontra em uma loja de roupa desconhecida.

 

Além disso, ao procurar, pesquisar e se informar, você vai descobrir que existem, sim, roupas da mesma qualidade de grandes marcas, por preços mais em conta. E vem cá, não é o preço da roupa que torna você melhor ou pior, não é?

 

10 – Evite o álcool nas saídas noturnas

Uma das coisas mais caras (senão a mais cara) quando você sai para jantar ou para um bar com amigos, é a bebida alcoólica. Duas latas de cerveja ou uma dose de alguma outra bebida acabam fazendo com que o preço de um jantar aumente entre 20 e 30%.

 

Agora, imagine se você, ao longo do ano, sai para confraternizar 1 vez por mês, faça os cálculos de quanto deixará de gastar se não beber. Deixe para uma garrafa de vinho em casa, sai muito mais em conta!

 

11 – Adote um estilo de vida saudável… a pé (reduza ou elimine o uso do carro)

Aproveite que você quer economizar, deixe o carro em casa, economize com a gasolina, troca de óleo e desgaste do carro. Ou então, venda o carro. É uma boa forma de começar a andar mais pela cidade, viver mais o ambiente por onde você circula, e economizar ‘um carro de dinheiro’.

 

Quem faz a troca garante que não se arrepende.

 

12 – Economizar com academia ou coisas do tipo

Você está treinando em alguma academia, ou fazendo algum tipo de aula? Repense se não conseguiria substituir por algo gratuito. Uma corrida no parque ao final da tarde, um passeio de bicicleta, exercícios em casa sem precisar usar equipamentos de academia… É uma forma interessante e simples de economizar um valor considerável ao longo de 1 ano.