Como viajar para o exterior sem gastar muito dinheiro

0

 

Viajar para o exterior é sempre bom, são lugares especiais, culturas e povos diferentes, informações novas, experiências de vida, amadurecimento, passeios, compras, descanso e tudo mais que uma viagem a lazer pode proporcionar de bom. Mas não desperdiçar dinheiro durante estas viagens é ainda melhor, mas é um grande desafio.

 

Isso porque é muito comum acharmos que muitos produtos são ‘oportunidades’ por conta do preço, sem fazermos a conversão, ou mesmo sem pensarmos se realmente precisamos de determinado produto.

 

Este post tem como objetivo te ajudar a pensar em algumas coisas muito importantes e que se não tivermos atenção, podemos acabar uma quantia considerável de dinheiro sem necessidade.

 

1 – Planejamento para realizar uma viagem internacional
Tudo parte de um bom planejamento da viagem, conforme falamos neste post aqui.

 

Você precisa colocar na ponta do lápis todos os seus gastos. Isso significa estimar os custos com hospedagem, passeios, transporte, alimentação e, claro, compras. Este último é o maior vilão das economias. Por isso, antes de viajar, já coloque na ponta do lápis quanto você terá disponível para compras.

 

Neste momento, já é importante começar a fazer a conversão da moeda, assim você terá mais cuidado com o planejamento e a estimativa de quanto poderá investir em compras.

 

2 – Mantenha o controle com gastos no exterior
Como dissemos anteriormente, as vezes, sem fazer a conversão, nós olhamos muitos produtos como ‘oportunidade’ de fazer uma compra ‘barata’. E nem sempre é verdade. A conversão precisa estar presente 100% do tempo na sua cabeça quando está no exterior e pensa em não desperdiçar dinheiro.

 

É comum as pessoas visitarem outlets e se encantarem com muitos produtos, mas será mesmo que precisa de tanta coisa? Será mesmo que tudo será usado? Mesmo o que é barato, quando não é usado, sai caro.

 

Lembre-se também que você está viajando para viver a experiência, e não somente para fazer compras (na maioria dos casos, certo?), e as vezes algumas compras podem impedir de fazer e viver situações que ficarão marcadas para sempre na sua vida, e um produto será descartado em algum tempo.

 

3 – Como pagar suas despesas de viagem no exterior
Sabemos que o cartão de crédito acaba gerando o IOF e pode sofrer com a variação do câmbio. Assim, é um dinheiro que pode ser desperdiçado. O cartão pré-pago possibilita maior economia se comparado com o cartão de crédito.

 

Apesar de IOF ser o mesmo, você já sabe quanto pagará no momento da aquisição e compra do saldo do cartão. O mais barato é o dinheiro, que tem a menor taxa de imposto, porém, levar altas quantias é perigoso, e se você perder ou for roubado, o prejuízo é sem igual.

 

O cartão pré-pago é a forma mais equilibrada se analisarmos segurança e custo. Não é o mais barato, mas evitará dor de cabeça durante a viagem, além de ser o mais seguro.

 

Além disso, compre a moeda estrangeira ainda quando estiver no Brasil. Você terá taxas melhores e terá mais tempo e tranquilidade para pesquisar, comparar e negociar.

 

Nós fizemos um comparativo entre Cartão de Crédito, Cartão Pré-pago e Dinheiro em espécie, veja qual é a melhor opção para a sua viagem internacional

 

A Advanced Corretora tem as melhores taxas e ainda entrega a moeda na sua casa, em suas mãos, com segurança, agilidade e extrema comodidade.

 

Ajudamos a pensar em como fazer o dinheiro render mais para a viagem internacional? Tem mais dicas? Conte para nós e nossos leitores.

 

E no momento de comprar dólar, faça com quem se preocupa com você e entende do mercado, Advanced Corretora.

Brasileiros no exterior, quais países viajamos mais?

0

 

O número de brasileiros que viajam para o exterior tem aumentado a cada ano. As facilidades cada vez maiores para viajar com destino a outros países fazem com que os brasileiros visitem outras nações com mais frequência do que acontecia anteriormente.

 

Atualmente são cerca de 9 milhões de brasileiros que viajam para o exterior todo ano. Em 2005 foram 3 milhões de brasileiros visitante países estrangeiros.

 

Os países que mais recebem brasileiros nos últimos anos são:

 

1. Estados Unidos – mais de 2 milhões de viajantes

2. Argentina – mais de 1 milhão de viajantes

3. França – mais de 500.000 viajantes

4. Portugal – mais de 500.000 viajantes

5. Chile – quase 500.000 viajantes

6. Espanha – quase 500.000 viajantes

7. Uruguai – mais de 400.000 viajantes

8. Itália – mais de 400.000 viajantes

9. Reino Unido

10. México

11. Alemanha

12. Paraguai

13. República Dominicana

14. Colômbia

15. Holanda

16. Peru

17. Canadá

18. China

19. Suíça

20. Bolívia

 

Com a crise política e econômica no Brasil, em 2016 houve diminuição considerável dos gastos dos brasileiros no exterior, porém, no primeiro trimestre de 2017, o crescimento é de 75% em relação ao mesmo período de 2016.

 

E você, vai viajar para o exterior? Cadastre-se para comprar a moeda estrangeira com as melhores condições na Advanced Corretora.

12 dicas para economizar e realizar o sonho da sua viagem internacional

0

 

Visitar aquele destino lindo e sonhado que você costuma pesquisar e namorar na internet não é tão difícil quanto parece. A cultura de colaboração que se espalha cada vez mais pelo mundo está fazendo com que os preços de tudo sejam mais acessíveis, além de várias pessoas compartilharem as formas criativas para economizar e conseguir atingir seus objetivos, sejam viagens ou compra de carro ou casamentos, etc.

 

Nós pesquisamos com alguns especialistas em viagens internacionais e mochilões, quais as formas mais assertivas de economizar e conquistar a desejada viagem internacional. Vejam o que separamos para vocês:

 

1 – Organize suas finanças

Este é o primeiro passo. Aliás, não vale apenas para cumprir o objetivo da sua viagem. Essa é uma dica para a sua vida.

 

Mas antes de falar da vida toda, foco na viagem. Anote todas as suas despesas por 30 dias, do café até as contas maiores. O objetivo é entender para onde seu dinheiro está indo.

 

Este passo vai possibilitar economizar e otimizar seu dinheiro. E como dissemos, não só para a viagem, mas para toda a vida. Anotando todas as suas despesas sempre, por mais que seja uma simples gorjeta, você passará a ter o controle total do dinheiro, sabendo como e onde pode ou deve economizar.

 

2 – Crie limites de gastos

Depois de reconhecer por onde vaza seu dinheiro, você vai criar limites e metas de gastos. Por exemplo, aquela saída para o bar todo sábado até pode continuar existindo, mas precisa ter um limite de gasto bem claro e, mais ainda, muito respeitado!

 

3 – Do ponto de vista do dinheiro, exercite sua mente para considerar a viagem desde já

Este é um ponto importante também. Ao invés de calcular seu salário com a conta:

Salário – gastos mensais = X

 

Passe a considera-lo assim:

Salário – viagem – gastos mensais = X

 

Ou seja, faça a conta de quanto você precisa economizar todo mês para pagar os custos da viagem, e considere este valor como um custo mensal. Caso consiga separar este montante assim que receber seu salário, o plano será ainda mais efetivo.

 

4 – Não mexa no dinheiro poupado

Conseguiu guardar dinheiro? Não toque nele! Existem muitas pessoas que conseguem economizar por um período, mas de repente começam a ‘se coçar’ para usar o dinheiro que está ali dando sopa, seja para pagar dívidas ou comprar qualquer outra coisa. Não faça isso! Controle-se, foco!

 

5 – Tenha uma reserva financeira

Uma parte bastante importante disso tudo é você continuar separando um dinheiro para a sua reserva financeira. A viagem não pode atrapalhar outros planos, e até mesmo para a própria viagem, é importante que você esteja preparado para possíveis imprevistos. Assim, em seu orçamento, na sua planilha financeira, crie um valor mensal para ‘reserva’, e respeite tanto quanto os outros desejos e objetivos.

 

6 – Detalhe todas as informações de custo da viagem

Saiba quanto vai custar cada detalhe da sua viagem. O hotel, a passagem, as comidas, os passeios, as compras, o transporte… Pesquise, pesquise, pesquise e pesquise. Muito! Quando calcular que vai gastar R$ 50,00 por dia com alimentação, indique na sua planilha que será um pouco a mais do que isso, e assim você poderá ter tranquilidade com o que esta planejando.

 

7 – Prepare refeições em casa (e deixe de jantar fora)

Durante o período de economia, procure eliminar ao máximo as refeições fora de casa, seja almoço ou jantar. Não tem comparação o custo de um e outro. Além disso, se você não souber cozinhar, será uma ótima oportunidade para aprender várias coisas novas.

 

Uma forma de você se estimular a isso é pensar que cada jantar fora tem um custo parecido com o de um da sua viagem dos sonhos.

 

8 – Arrume um trabalho extra

Atualmente existem várias formas de levantar um dinheirinho extra, e em redes sociais você encontra muita gente procurando outras pessoas dispostas a realizar serviços pontuais e temporários.

 

Você tem alguma profissão secundária, algum conhecimento que não é sua renda principal? Seu trabalho extra pode estar aí! E o dinheiro que levantar com isso vai direto para o fundo de reserva da viagem!

 

O sacrifício vai valer a pena depois de alguns meses! Além disso, nunca se sabe o que os contatos e relacionamentos deste trabalho extra podem trazer para a sua vida. Dizem que a vida gosta mais de quem se solta e se joga.

 

9 – Compre coisas de segunda mão (incluindo roupa)

Quantas vezes você já viu alguma amiga ou amigo com uma roupa que achou bonita e pergunto de onde era, e a pessoa respondeu que era de uma marca desconhecida? Quando você compra uma roupa nova, uma das coisas que esta inclusa no preço é a marca. Marcas mais conhecidas cobram mais caro pela mesma peça que você encontra em uma loja de roupa desconhecida.

 

Além disso, ao procurar, pesquisar e se informar, você vai descobrir que existem, sim, roupas da mesma qualidade de grandes marcas, por preços mais em conta. E vem cá, não é o preço da roupa que torna você melhor ou pior, não é?

 

10 – Evite o álcool nas saídas noturnas

Uma das coisas mais caras (senão a mais cara) quando você sai para jantar ou para um bar com amigos, é a bebida alcoólica. Duas latas de cerveja ou uma dose de alguma outra bebida acabam fazendo com que o preço de um jantar aumente entre 20 e 30%.

 

Agora, imagine se você, ao longo do ano, sai para confraternizar 1 vez por mês, faça os cálculos de quanto deixará de gastar se não beber. Deixe para uma garrafa de vinho em casa, sai muito mais em conta!

 

11 – Adote um estilo de vida saudável… a pé (reduza ou elimine o uso do carro)

Aproveite que você quer economizar, deixe o carro em casa, economize com a gasolina, troca de óleo e desgaste do carro. Ou então, venda o carro. É uma boa forma de começar a andar mais pela cidade, viver mais o ambiente por onde você circula, e economizar ‘um carro de dinheiro’.

 

Quem faz a troca garante que não se arrepende.

 

12 – Economizar com academia ou coisas do tipo

Você está treinando em alguma academia, ou fazendo algum tipo de aula? Repense se não conseguiria substituir por algo gratuito. Uma corrida no parque ao final da tarde, um passeio de bicicleta, exercícios em casa sem precisar usar equipamentos de academia… É uma forma interessante e simples de economizar um valor considerável ao longo de 1 ano.

Coisas proibidas na China que usamos frequentemente no Brasil

0

 

A China vem buscando abrir mais sua economia para o restante do mundo, porém o processo é lento, e muitas coisas ainda têm uso/acesso proibido no país. Nós listamos as que são mais comuns de uso no Brasil, que fazem parte do nosso dia a dia.

 

Veja abaixo alguns bloqueios:

 

  1. Google

Na China, o site mais visitado do mundo também é bloqueado. O Google, juntamente com seus serviços como Gmail e YouTube, não pode ser usado no país. As pessoas que acessam, o fazem através de redes VPN, que utilizam servidores externos que mascaram o IP.

 

  1. Facebook

A rede social mais utilizada no mundo é bloqueada para usuários chineses comuns desde 2009.  Mark Zuckerberg, um dos fundadores do Facebook, visitou a China diversas vezes e chegou a encontrar com o presidente Xi Jinping em busca da liberação da rede no país, mas na obteve sucesso para restabelecer o serviço.

 

  1. Instagram

O Instagram já teve um período de liberação na China, mas logo foi banido, após os usuários utilizarem a rede para protestar contra o regime do país.

 

  1. Twitter

O Twitter é mais uma rede social bloqueada na China. Existem informações extra oficiais que o bloqueio foi realizado após a repercussão durante a Primavera Árabe e a Revolução Verde em 2009 no Irã, que mostraram o potencial comunicativo que a rede social leva aos usuários.

 

  1. Snapchat

Snapchat também é bloqueado na China. O aplicativo pode ser utilizado para enviar texto, fotos e vídeos, e o diferencial é que este conteúdo só pode ser visto apenas uma vez, pois é deletado logo em seguida. As polêmicas de uso em outras nações são evitadas no país dessa forma.

 

  1. Filmes estrangeiros

É bastante comum que vários filmes passem por censuras e cortes em algumas cenas. Qualquer coisa que seja considerada ofensiva é cortada. E alguns filmes simplesmente não são permitidos de serem veiculados.

 

  1. Vídeos

O Mesmo acontecem com vídeos. São muitos os conteúdos bloqueados na China, inclusive desenhos.

 

  1. Livros

Antes de publicados, todos os livros que circulam legalmente na China passam por vistoria da Administração Geral de Imprensa e Publicação.

 

Linguagens críticas sobre o Partido Comunista, direitos humanos ou o Tibete estão fora dos limites possíveis e acabam em fechamento das editoras responsáveis.

Notas antigas de Dólar não estão sendo aceitas em alguns países

0

Conforme já era esperado, alguns países não estão mais aceitando notas antigas de dólar, tanto na Europa, quanto Ásia e América Latina já recusam as cédulas anteriores.

 

Por isso, é extremamente importante que você esteja com notas de dólar atuais.

 

A Advanced Corretora te auxilia com este caso, comprando suas notas antigas e vendendo notas novas com ajuste especial, para que você não tenha problemas com as notas antigas de dólar fora do Brasil.

 

Como reconhecer as notas antigas de dólar?

As notas antigas de cem dólares são chamadas de ‘cara pequena’, pois a imagem do presidente Benjamin Franklin é pequena na nota. A nota nova de cem dólares tem a imagem do presidente maior, e assim é chamada de ‘cara grande’ ou ‘caruda’.

Além das notas de cem dólares, as outras notas, de 1, 5, 20 e 50 dólares também precisam ser trocadas.

Veja na imagem as diferenças das notas antigas para as notas novas de dólar:

 

Nota nova de cem dólares:

nova

 

Nota antiga de cem dólares:

antiga

 

Entre em contato com a Advanced Corretora para solucionar o caso das suas notas antigas de dólar: (11) 3065 1000.

Destinos para quem quer viajar sozinho

0

 

Está procurando destinos para fazer uma viagem internacional sozinho? Existem vários países que são muito receptivos e que você não terá nenhum problema em ir sozinho.

 

Muitas vezes, inclusive, viajar sozinho é uma opção ótima. Você terá liberdade para fazer os passeios que quiser, como quiser, e estará mais aberto a conhecer mais a cultura local, o povo e outros viajantes que estarão sozinhos.

 

Abaixo nós listamos 5 países que são boas opções para uma viagem solo e também os 5 destinos mais procurados por pessoas que viajaram sozinhas em 2016.

 

5 boas opções para você viajar sozinho:

 

1 – Nova Zelândia

Com espírito aventureiro de esportes radicais e paisagens de encher os olhos, a Nova Zelandia é o terceiro país na lista do Índice Global da Paz. O país é totalmente preparado para acolher seus muitos turistas.

Nova Zelândia, viajar sozinho

 

2 – Áustria

Outro país em que a paisagem é o ponto forte e esporte é uma atração significativa com o esquie nos Alpes, a Áustria é ‘primeiro mundo’ e turistas não passam apuros. Muita cultura e entretenimento, além de alguns dos melhores cafés e doces do mundo, aliados a violência praticamente zero. Visita segura na certa!

Viajar sozinho, Áustria

 

3 – Canadá

Um país em que o turismo não é tão comentado, o Canadá é o mais seguro das Américas para receber viajantes de outras localidades. Grande e com todo tipo de atração, seja seu perfil aventureiro ou cosmopolita, o país é totalmente preparado para receber muito bem pessoas que vem de fora.

Canadá, viajar sozinho

 

4 – EUA

Apesar de não ser tão pacifico como o Canadá, os EUA não causam tantas preocupações para quem quer viajar sozinho. País com a maior população de imigrantes do mundo, tanto as cidades quanto a população trabalham para o bom acolhimento de seus visitantes.

Estados Unidos (EUA) viajar sozinho

 

5 – Irlanda

Tido como um dos países que mais sabe receber turistas no mundo, a Irlanda tem um estilo de vida mais tranquilo, mas nem por isso deixa de ser moderna e animada. Com muitos estudantes, vários pubs e paisagens encantadoras, o país acolhe seus visitantes únicos com atenção e cuidado.

Irlanda viajar sozinho

 

5 destinos mais procurados por quem viajou sozinho em 2016:

 

Segundo dados do AIRBNB, as cidades que mais receberam visitantes estrangeiros em viagens solo no mundo foram:

 

1 – Cancun, México

Por atrair quem quer curtição em casas noturnas famosas, ou então para quem quer descansar em resorts de muita paz, descanso e ótimas atrações, ou então praias de paisagens paradisíacas, de águas lindas, limpas e de areias brancas, Cancun é um destino certo mesmo para quem quer relaxar sem companhia fixa.

Cancun, viajar sozinho

 

2 – Cidade de Ho Chi Mihn (antiga Saigon), Vietnam

8 milhões de habitantes e 5 milhões de motos. Dá para imaginar o caos, não? Um lugar onde a hospitalidade do povo local já vale a visita, Ho Chi Mihn pode ser cansativa pela constante interrupção que se tem por vendedores ambulantes, mas a cultura, arquitetura e pontos turísticos valem a visita.

ho chi minh (saigon) viajar sozinho

 

3 – Colônia, Alemanha

Onde o antigo e o moderno se misturam, Colônia foi reconstruída após a II Guerra. Tem mais de 40 museus , 244 igrejas e recebe muitas feiras e eventos anuais. Como toda a Alemanha, rica em história, é reconhecida mundialmente pela receptividade do povo.

Colonia viajar sozinho

 

4 – Playa del Carmen, México

Com atrações para o dia todo, manhã, tarde e noite, é mais um destino que atrai pela possibilidade de calmaria e agito. Em alta nos últimos anos, a Playa Del Carmen tem visuais deslumbrantes.

playa del carmen viajar sozinho mexico

 

5 – Joanesburgo, África do Sul

Com atrações realmente diferenciadas e interessantes, como o Museu do Apartheid e a Casa de Nelson Mandela, Joanesburgo também seduz pelas redondezas, onde pode-se  conhecer a vida animal em safáris e sítios arqueológicos impressionantes.

Joanesburgo viajar sozinho

 

Escolha seu destino e coragem! Conheça lugares incríveis, pessoas especiais e culturas que vão lhe proporcionar muito mais conhecimento, experiência e outra visão do mundo! Viajar, sempre!

 

Conheça 7 destinos que o turismo é solução, mas também problema

0

 

Algumas cidades turísticas famosas pelo mundo têm o turismo como uma das principais fontes de receita. Porém, o mesmo turismo que colabora demais com o desenvolvimento, ocasiona alguns problemas para quem vive no local.

 

Nos últimos tempos, com o turismo cada vez mais fácil e, consequentemente maior, os preços sobem em todos os serviços na cidade, e quem mais sente o impacto são os moradores. Assim, os governos locais têm trabalhado para desenvolver medidas que controlem o turismo, e assim não prejudiquem mais quem vive nos locais.

 

Veja abaixo os casos de algumas cidades famosas que estão tentando controlar os problemas:

 

1 – Barcelona

Uma das primeiras ações foi o congelamento da licença para novos hotéis e apartamentos de aluguel para férias. Novos impostos ao turismo foram criados, e estão sendo feitos estudos para limitar o número de visitantes. A atual prefeita luta contra o crescimento do turismo.

barcelona-destino-turismo

 

2 – Veneza

A cidade inicial e oficialmente proibiu a abertura de novos restaurantes. E é cada vez maior o número de relatos de visitantes indicando insatisfação com a receptividade dos locais.

Veneza turismo Italia

 

3 – Amsterdã, Holanda

Amsterdã também não tem feito mais campanhas para atrair um número maior de turistas, pelo contrário, a cidade está trabalhando para trazer ‘melhores turistas’, como afirmou o chefe de marketing do governo da cidade. Outra preocupação apontada é com companhias aéreas de baixo custo, que levam turistas mais preocupados com festas e bagunça.

Amsterda Holanda Turismo

 

4 – Santorini, Grécia

A ilha de Santorini teve que tomar uma medida mais dura, agora possui um limite do número de turistas que chegam em cruzeiros turísticos. Isso porque no ano passado o porto atingiu o limite da sua capacidade máxima, e as autoridades resolveram reagir.

Santorini, Grécia turismo

 

5 – Cinque Terre, Itália

Eleita Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, a Cinque Terre passou a controlar os turistas com um sistema de ingressos. Após atingir o limite de turistas, é impedido o acesso de qualquer visitante.

Cinque Terre, Itália - turismo

 

6 – Butão

Visando preservar as paisagens e cultura diferenciadas, e que são os maiores atrativos de turistas, o país decidiu estipular um valor diário para o turista se hospedar. Este valor pode chegar a US$ 250 por pessoa.

Butão, turismo, paisagem

 

7 – Ilhas Koh Khai, Tailândia

As Ilhas Koh Khai são outro local que teve que controlar o limite de turistas. Desde o ano passado foram proibidas viagens diárias para as ilhas, por conta da degradação de mais de 80% dos corais e recifes das ilhas.

Ilhas Koh Khai, Tailândia

 

Você já foi para algum desses países? Como foi a experiência? Conte para a gente.

13 lugares para fazer uma viagem internacional de aventura

0

 

  1. Montanha Kjerag, em Lysefjord, Noruega

Na montanha tem uma rocha de 5 m³ presa em uma fenda a mais de 1.000 metros de altura. Para chegar é necessário fazer uma trilha de aproximadamente 2 horas.

 

Montanha KjeragBolten Rocha Noruega

 

 

  1. Penhasco La Quebrada Cliffs, em Acapulco, México

O Penhasco de La Quebrada Cliffs, está a 136 metros acima do Pacífico, e além de ser um lugar de muita beleza, é cobiçado por mergulhadores para saltos no mar. Vale a ressalva, é um salto bastante perigoso.

 

Penhasco La Quebrada Mexico

 

 

  1. A Formula Rossa, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos

Dentro do parque temático da Ferrari, existe a montanha russa considerada a mais rápida do mundo. A Formula Rossa chega a 240 km/h, e é um local de peso para quem gosta de aventura.

 

Formula Rossa Montanha Russa Ferrari Dubai

 

 

  1. Gravity Canyon Flying Fox, em Taihape, Nova Zelândia

A visita vale para viver a experiência de uma tirolesa como nenhuma outra no mundo. Com uma linha de mais de um quilômetro, voando acima de um rio e atingindo 160 km/h, não é para qualquer um.

 

Canyon Flying Fox, Taihape, Nova Zelândia

 

 

  1. Futaleufu, Chile

A cidade de Futaleufú tem um rio onde a prática de rafting é bastante conhecida. O rio é muito grande e tem trechos bastante desafiadores para quem gosta de aventura.

 

Futaleufu, Chile, rafting

 

 

  1. Kingda Ka, Jackson Township, em New Jersey, EUA

Kingda Ka é a montanha russa mais alta do mundo, com 139 metros (altura de um prédio de 40 andares) e a segunda mais rápida, chegando a 206 km/h. O passeio tem 950 metros de comprimento.

 

Kingda Ka, Jackson Township, em New Jersey

 

 

  1. Monte Everest, no Nepal

O Monte Everest é bastante atraente para escalada por alpinistas. Com duas rotas principais, o Monte pode ser escalado pelo Nepal ou pelo Tibete. Outro esporte em que a aventura que pode ser inesquecível é o Sky dive, mas este só é liberado 4 vezes por ano.

 

Monte Everest

 

 

  1. Subida ao Mount Hua Shan, na província sul de Shaanxi na China

Considerada como uma das caminhadas mais terríveis do mundo, as trilhas do Monte Hua Shan consistem em escadarias íngremes, subidas verticais e um rastro de tábuas largas parafusadas à montanha.

 

Mount Hua Shan, China

 

 

  1. Mergulho na Caverna Devil’s Eye na Flórida

A caverna Devil´s Eye, na Flórida, é um local emocionante para quem gosta de mergulhar. Com acesso por uma pequena fenda, e com alto fluxo de água, a entrada não é dos mergulhos mais simples.

 

Caverna Devil Eye, florida

 

 

  1. Volcano Boarding em Cerro Negro, na Nicarágua

O vulcão Cerro Negro, ativo em León, na Nicarágua, é uma atração para quem gosta de esportes de aventura. Depois de caminhar por 45 metros e 2.388 metros subindo o vulcão, os aventureiros podem descer de snowboard e atingir quase 70 km/h na descida da colina.

 

vulcão Cerro Negro, León, na Nicarágua

 

 

  1. Heliskiing em British Columbia, Canadá

O esqui para quem realmente não tem medo do esporte. O topo da montanha só é acessível por helicóptero, e a descida é muita adrenalina!

 

Heliskiing, Canadá

 

 

  1. Bungee Jumping na AJ Hackett Macau Tower, na China

A torre de Macau, chamada AJ Kackett Macau Tower, é o décimo maior edifício do mundo, e lá você pode participar do maior Bungee Jump do planeta. Com 230 metros de altura, realmente não é para qualquer um.

 

Macau Tower

 

 

9 dicas para economizar em uma viagem internacional

0

Fazer uma viagem internacional é o desejo de 9 entre 10 pessoas. Economizar também é uma pretensão da maioria dos viajantes. Listamos abaixo 9 dicas importantes que ajudam a ter uma boa sobra de dinheiro, ou então um investimento (viajar é sempre um investimento) menor no momento da viagem.

 

1 – Atenção na hora de comprar moeda estrangeira

Comprar dinheiro em espécie é a forma mais barata para levar dinheiro em uma viagem internacional. Pode não ser a mais segura, mas é uma forma para economizar.

 

Compre a moeda estrangeira aos poucos e com antecedência, assim você evita comprar quando tiver com uma alta cotação.

 

2 – Evite viajar na alta temporada

Dezembro, janeiro, fevereiro, junho, julho e agosto são meses de alta temporada, com maior procura por hotéis, passagens aéreas e, consequentemente, alimentação e compras. É o momento que companhias aéreas, hotéis, lojas, restaurantes e todo o restante tem para faturar mais e garantir a sobrevivência nos tempos de vacas magras.

 

3 – Planeje o seu roteiro com antecedência

Planejar sua viagem com antecedência vai permitir reservar hotéis com preços mais baixos, passagens aéreas com menores valores e também permite que você vá comprando a moeda estrangeira com antecedência e aos poucos, evitando comprar tudo de uma vez com o risco de adquirir o dinheiro em um momento de alta cotação.

 

4 – Diminuir a categoria do hotel

Pensar em ficar sempre em uma categoria mais simples nos hotéis pode dar uma diferença significativa ao final da viagem de 15, 20 dias. Mesmo que a diferença de um quarto para o outro seja de 10 dólares, ao final de 20 dias você economizará 200 dólares, que transformados em reais vão te ajudar demais!

 

5 – Tomar o café da manhã no quarto do hotel

Vários hotéis fora do Brasil cobram uma diária maior para incluir o café da manhã na sua estadia. Uma forma de economizar pouco, mas que no montante final será significativo, é você comprar alimentos para o café da manhã em supermercados, e reservar as diárias sem café.

 

6 – Use e abuse do transporte público!

A imensa maioria das cidades brasileiras tem um transporte público de baixa qualidade. Fora do Brasil, principalmente nos países de primeiro mundo, ônibus, metrôs e trens funcionam maravilhosamente bem, e é muito mais barato você se locomover com transporte público do que com um carro alugado, e ainda tendo que pagar gasolina e estacionamento, não é verdade?

 

7 – Elaborar uma lista de compras detalhada ainda no Brasil

Programe suas compras. Liste o que você precisa realmente comprar. Muitas vezes a oferta é alta em alguns países, e você pode acabar caindo no gostinho de comprar mais. No final das contas vai gastar o que não devia.

 

8 – Utilizar cupons de desconto

Nos EUA e principais países da Europa, os cupons de desconto existem e funcionam muito bem! Você encontra passeios, parques, restaurantes pelo metade do preço. Informe-se e aproveite para economizar.

 

9 – Incluir passeios gratuitos no roteiro de viagem

Nem só de pontos turísticos pagos são feitas as cidades do mundo, muito pelo contrário. Há tanta coisa para ser visitada, vista, aproveitada sem que você precise colocar a mão no bolso! Pesquise sobre as cidades que irá visitar e programe alguns dias de passeios gratuitos. É um bom momento para gastar menos.

 

Tem mais alguma dica que você costuma utilizar? Conte para nós!

 

Na hora de comprar a moeda estrangeira, não esqueça de falar com quem mais entende do assunto, Advanced Corretora!

Quanto levar de dinheiro para uma viagem internacional?

0

 

Uma das dúvidas mais frequentes das pessoas ao viajarem para o exterior é sobre quanto de dinheiro deve-se levar ao exterior.

 

Essas dúvidas acontecem por uma série de fatores, desde o valor limite que se pode levar, até quanto a pessoa precisará de dinheiro fora do Brasil.

 

Começando do mais fácil, com uma situação que causa dúvidas em muita gente:

 

Existe um valor mínimo ou máximo?

Quando você chega em outro país, as autoridades da imigração de muitos deles questionam quanto você possui de dinheiro para passar o período estipulado no país. Não existe um valor mínimo e nem máximo, porém, logicamente ninguém passará 10 dias em um país com 100 dólares e nem com 10 mil dólares. Portanto, calcular o valor que você vai realmente utilizar é importante desde a chegada ao país.

 

Então, como calcular um valor aproximado para levar ao exterior?

 

Como calcular um valor aproximado?

O primeiro passo é listar todos os gastos que você já conhece, com hotel e outras atividades que você pretende fazer, como passeios, visitas a museus, parques, shows, etc. O próximo passo é estimar quanto você precisará diariamente para comidas, transporte,compras  e coisas do tipo.

 

Pesquisar o valor médio para alimentação nas cidades onde você estará hospedado é uma forma de começar a mapear este ponto. Alguns sites dão essas estimativas, e usuários também costumam passar essas informações no TripAdvisor, ou então no Numbeo, que informa preços de alimentação e transporte em várias cidades do mundo. Aliás, transporte é outro ponto importante para levantamento. Usar carro ou transporte público diferencia muito o preço.

 

Depois de chegar em um valor médio, considere levar uma quantia maior, para ter de reserva. As vezes um imprevisto no final da viagem pode se tornar uma grande dor de cabeça para levantar dinheiro novamente.

 

Sobre impostos

Algumas pessoas também não sabem que é preciso declarar o montante de dinheiro que está levando para sua viagem à outro país. Caso essa quantia seja alta, é essencial ficar atento à algumas regras para evitar dores de cabeça ao passar pela alfândega.

 

O fato do alto custo envolvido em transações com cartões de crédito/débito, cheques de viagem (traveller checks) e cartões pré-pagos faz com que os turistas prefiram optar por dinheiro “vivo” para pagar as despesas durante os dias em outro país – uma vez que a taxa do IOF é mais baixa.

 

De acordo com as regras impostas pelo Conselho Monetário Nacional e Secretaria da Receita Federal, não existe um limite de valor em dinheiro em espécie para levar em viagens internacionais. Porém, quando essa quantia ultrapassa de R$ 10.000,00 (dez mil reais), ou o equivalente em outra moeda, é necessário declará-la, principalmente, por medidas de segurança.

 

Há duas situações em que existe a necessidade de declarar à Receita Federal:

 

– O viajante que ingressar no País ou dele sair com recursos em espécie, em moeda nacional ou estrangeira, em montante superior a R$ 10.000,00 (dez mil reais) ou o equivalente em outra moeda.

 

Ou seja, todo e qualquer viajante que entrar ou sair do país precisa preencher a Declaração de Entrada de Bens e Valores.