É preciso informar todas as compras no exterior para a Receita Federal?

0

É preciso informar todas as compras no exterior para a Receita Federal

 

Um dos grandes atrativos de se viajar ao exterior, além da questão do turismo e cultura local, com certeza é a possibilidade de realizar compras.

 

No entanto, é fato recorrente que os viajantes de vejam submersos em dúvidas variadas no tocante as compras em outros países.

 

Por exemplo, é preciso informar todas as compras no exterior para a Receita Federal?

 

Vale dizer que a dúvida se aplica também aos demais compradores, que, com as facilidades da internet, onde é possível comprar do exterior sem sair de casa, também são consumidores de produtos estrangeiros, sem sequer saírem do país para comprar.

 

Quer saber o que deve ser informado para a Receita Federal? Então continue conosco, te contamos a seguir.

 

Dicas sobre a cota e as compras

 

Dentre as principais regras no que se refere as compras no exterior, é importante que o turista saiba que ele tem direito a uma cota de compras.

 

Para não ser taxado, é preciso gastar no máximo 500 dólares ou valor equivalente em moeda diversa.

 

Conforme já dissemos no site da Advanced em relação as regras da Receita Federal para compras no exterior:

 

“Os produtos de uso pessoal como roupas, sapatos e acessórios estão liberados desde que estejam fora da caixa e sem etiqueta. Relógios por exemplo, só é permitido um por pessoa”.

 

É comum que algumas pessoas viagem com uma mala vazia e voltem com duas cheias. Pode? Sim. Porém, a bagagem deve condizer com o tempo de duração da viagem.

 

Vamos supor agora, que você comprou um imóvel. Ele deverá obrigatoriamente ser declarado em seu Imposto de Renda para a Receita Federal, por exemplo.

 

A compra desse imóvel deverá ser declarada na ficha denominada “Bens e direitos” da declaração.

 

Há alguns códigos de bens numerados de 1 a 19 que se relacionam com variantes de imóveis. Sendo assim basta escolher aquele que melhor descreve o adquirido, bem como o país onde ele está localizado.

 

Se você tem algum tipo de dúvida sobre o tema, não se preocupe, fale agora com a equipe de atendimento da Advanced Corretora!

QUAIS PAÍSES NO EXTERIOR NÃO PRECISAM DE VISTO?

0

850

 

É de conhecimento público o fato de que, em linhas gerais, viajar para países no exterior implica na necessidade de obter determinado tipo de visto. De acordo com o motivo que leva o estrangeiro a adentrar em outro país, há um visto alinhado a tal necessidade.

 

O visto varia também em relação ao tempo de permanência permitido, o que em alguns casos, acaba sendo um contratempo ao visitante, que pleiteia um tempo maior de permanência, que pode lhe ser negado.

 

Porém, isso não ocorre em todos os países. Na verdade, há diversas outras localidades no exterior, cujos países não exigem o visto para os brasileiros, por exemplo.

 

Afinal, quais são estes países? Te contamos a seguir, acompanhe!

 

Viagens internacionais: mais de 150 países dispensam visto para brasileiros

 

Se você tem o passaporte em dia e planeja viajar ao exterior, já tem comprado sua reserva de dólar e/ou moeda estrangeira, seja em espécie, seja no cartão pré-pago, mas estão com receio de não obter o visto desejado, há ao menos no mínimo, 150 opções de países diferentes para você visitar.

 

Há alguns países que dispensam até mesmo o passaporte, permitindo a entrada até mesmo com o RG.

 

Confira a lista com os principais destinos, a seguir:

 

América do Sul

  • Argentina (é possível entrar apenas com RG);
  • Bolívia (dispensa visto por até 30 dias e permite o ingresso com RG);
  • Chile (é possível entrar com o RG);
  • Colômbia (dispensa visto por até 180 dias e permite entrada com RG) Equador (permite entrada com RG);
  • Guiana;
  • Paraguai;
  • Peru;
  • Suriname;
  • Uruguai;
  • Venezuela (dispensa visto por até 60 dias).

 

América Central:

  • Antígua e Barbuda (no período de até 180 dias não é necessário visto);
  • Bahamas;
  • Barbados (no período de até 180 dias não é necessário visto);
  • Belize;
  • Costa Rica;
  • El Salvador;
  • Granada;
  • Guatemala;
  • Haiti;
  • Honduras;
  • Nicarágua;
  • Panamá;
  • República Dominicana.

 

América do Norte:

  • México.

 

Europa:

  • Portugal;
  • Reino Unido;
  • República Tcheca;
  • Romênia, Rússia;
  • Suécia;
  • Suíça;
  • Vaticano, entre outros.

 

Já preparou as malas? Conte com a gente para obter a melhor taxa de câmbio do mercado para comprar moeda estrangeira!

TABELA DE VALIDADE DE VISTOS PARA BRASILEIROS

0

98Todo cidadão brasileiro que pretende viajar para outro país, via de regra,necessita de um visto para pisar e permanecer por determinado tempo, em um território estrangeiro.

 

Quem concede este documento são as Representações Consulares do Brasil no exterior.  Se você nunca foi para fora do país e não sabe como proceder, saiba que para fazer o pedido do visto, é preciso seguir alguns trâmites e normas.

 

Elas implicam desde o preenchimento de um formulário, até o documento de viagem válido, Certificado Internacional de Imunização em alguns casos, entre outros.

 

Quem já possui o documento e está planejando uma viagem internacional, deve se atentar se o visto é válido para o país de destino, bem como se ele se encontra dentro do prazo de validade.

 

Você sabe qual a tabela de validade de vistos para brasileiros? É o que veremos a seguir, acompanhe.

 

Validade de vistos: qual o prazo?

De acordo com o site da Polícia Federal:

 

“O prazo de validade do visto é aquele ao longo do qual o visto poderá ser utilizado para entrada no país”.

 

Sendo assim, ele pode ser de duas naturezas:

 

Visto de visita​: vale por um ano e permite várias entradas no país, durante 12 meses.

 

Ainda segundo a Polícia Federal:

 

“Quando houver reciprocidade de tratamento o visto poderá ter prazo de validade de até 10 (dez) anos.”

 

(Fonte: http://www.pf.gov.br/servicos-pf/imigracao/duvidas-frequentes/qual-o-prazo-para-usar-o-visto).

 

Visto temporário​: tem concessão de até um ano, e enquanto válido, também permite entradas ilimitadas.

 

Há uma observação importante em relação a tabela de validade de vistos para brasileiros. A validade do visto, não deve se confundir por exemplo, com o prazo de autorização de residência concedido no momento do registro.

 

Em síntese, vistos temporários, de acordo com a PF, sempre tem “o prazo de um ano, devendo a PF estabelecer o prazo de residência conforme cada hipótese legal”.

 

Vale dizer que, em países como os Estados Unidos, por exemplo, a validade do visto vai depender do agente que entrevistar o solicitante.

 

Além disso, é importante lembrarmos que há países em que o visto não é necessário, dependendo do tempo em que o viajante for permanecer.

 

Na Argentina, por exemplo, ele é dispensado caso você fique até 90 dias. Bolívia e Aruba também dispensam o documento, caso a estadia seja de até 30 dias.

 

Se você pretende viajar, não se esqueça de realizar a cotação de sua moeda estrangeira com antecedência. Para isso, conte com a Advanced Corretora e garanta as melhores taxas! Saiba mais.

 

COMO EVITAR PAGAR MAIS POR VIAGENS COM ALTAS E BAIXAS DO DÓLAR

0

pagar menos no dolar

 

 

Uma reclamação recorrente e pertinente a quem costuma fazer viagens, é o fato de muitas vezes, pagar mais pelas viagens, devido as altas e baixas do dólar.

 

Como sabemos, no câmbio turismo e em relação a cotação do dólar em geral, a variação do valor é muito comum, o que significa que muitas vezes, acabamos pagando mais caro para viajar, dependendo do momento em que a moeda foi adquirida.

 

Afinal, como evitar então pagar um valor mais elevado por viagens?

 

A equipe da Advanced Corretora selecionou algumas dicas para ajudar os leitores, acompanhe a seguir.

 

Planeje e evite pagar mais por viagens

Uma palavra que tem o poder mágico de garantir melhores condições, inclusive em relação ao preço do dólar é PLANEJAMENTO.

 

Colocada em prática, ela opera milagres. Planejar a viagem com antecedência, fará com que você possa acompanhar e monitorar o mercado, e com isso, encontrar o momento oportuno de baixa para comprar a moeda estrangeira, por exemplo.

 

Isso não é possível, no entanto, quando você deixa tudo para a última hora, próximo de viajar.

 

Por isso, o planejamento é a melhor dica para que você possa poupar e não pagar mais caro. Compre com antecedência.

 

Compre dólar aos poucos

Ao monitorar as cotações, sempre que ocorrer uma baixa procure comprar uma determinada quantidade de dólar, porém, não exatamente tudo o que você precisará para a viagem.

 

Essa compra fracionada de dólar tem maiores possibilidades de garantir uma média de valor de aquisição melhor, do que comprando tudo de uma vez ou ainda de última hora.

 

Procure uma consultoria especializada em câmbio turismo

Uma assessoria cambial promove uma ótima relação custo X benefício para quem usufrui deste serviço. A Advanced Corretora, por exemplo, conta com os melhores especialistas do mercado, capazes de lhe ajudar em relação as melhores cotações de moedas estrangeira.

 

Entre em contato e saiba mais.

 

COMO LEVAR DINHEIRO PARA O CANADÁ?

0

photo-1536079075031-189c7ad202fd

 

Montreal, Toronto, Vancouver e Quebec, estão entre os principais destinos de quem viaja até o Canadá. Seja para a realização de negócios, seja para intercâmbio, levar dinheiro para o Canadá é uma necessidade comum destas pessoas e que suscita dúvidas.

 

Para que você tenha maior segurança e economia ao transportar valores para este importante país da América do Norte, preparamos este post. Confira a seguir nossas dicas de como levar dinheiro para o Canadá.

 

É preciso sentir-se seguro ao levar dinheiro para o Canadá

Quando falamos em moeda internacional, é sempre importante termos cuidado com detalhes, para que não se corra o risco de transformar sua viagem e investimento em prejuízo.

 

Para tanto, basta ficar atento às taxas de juros, bem como questões envolvendo impostos e variação cambial, muitas vezes presentes na ação de transportar o montante para outros países, neste caso, para o Canadá.

 

Dentre as opções de se levar o “money” para o Canadá, destacamos as seguintes:

 

  • Dinheiro em espécie, dólar canadense:

É possível levar seus dólares para o exterior, em dinheiro vivo.  O lado positivo é não ficar “refém” das variações cambiais que a compra de dólares no aeroporto, por exemplo, implica.

 

Para tanto, basta buscar uma corretora de confiança para a compra do dólar canadense e pagar  a taxa de IOF, respectivamente. É importante ficar atento e adquirir notas de dólar canadense com procedência e garantia.

 

Se você ainda tem dúvidas em onde adquirir seu dólar, confira nossa matéria sobre corretora x banco.

 

  • Cartão

Uma outra forma, que pode ser utilizada concomitantemente ao dinheiro em espécie, com a vantagem de dividir o montante, gerando menos volume e menos riscos de sair por aí com uma quantia considerável de notas, é por meio do cartão.

 

Seja o cartão de crédito internacional, seja o Traveller Check comprado na casa de câmbio ou ainda o cartão pré-pago, tais modalidades oferecem a possibilidade de levar dinheiro para o exterior de um modo seguro.

 

No entanto, fique atento ao IOF, que está por volta de 6,38%. Tenha em mente está valores das taxas para planejar seu orçamento antes de partir e comprar dólares e/ou inserir crédito em seu cartão pré-pago, se for o caso.

 

Confira nossas dicas sobre qual melhor opção cartão de crédito x cartão pré-pago.

 

Dúvidas? A Advanced Corretora está aqui para lhe atender, fale conosco!

OS DESTINOS INTERNACIONAIS MAIS BUSCADOS PARA AS FÉRIAS DE JULHO

0

 

ingressos-disney-world-orlando

 

A cada dia que passa, as férias de julho ficam mais perto. Com isso, cresce também a procura por passagens com destinos internacionais, bem como hospedagem e compra de moedas estrangeiras.

 

Programar a viagem com antecedência é sempre o mais indicado pelos especialistas, haja vista que é possível escolher com mais calma qual hotel ficar e encontrar vagas mais facilmente. Assim como ocorre em relação às passagens e sobretudo em relação ao dólar, que pode ser comprado aos poucos com cotações mais em conta.

 

Se você, no entanto, está com dúvidas sobre para qual país pretende ir, se basear nas principais buscas de destinos internacionais para as férias de julho é uma boa alternativa.

 

Confira a seguir, os destinos internacionais mais buscados para as férias de julho.

 

Miami, Estados Unidos

Com clima quente durante praticamente todo o ano, Miami é destino certo de boa parte dos brasileiros em busca de diversão, com suas festas típicas, praias e centros comerciais.

 

Paris, França

Muito apreciada pelas pessoas, a França tem um dos destinos mais buscados para turismo em julho. Paris consegue agregar em um único lugar, história, cultura, beleza e um charme único.

 

Buenos Aires, Argentina

Nossa vizinha Argentina tem em Buenos Aires, um convite quase irrecusável para curtir as férias de julho.

 

Casa Rosada, Estádio La Bombonera, os shows de tango e a gastronomia local, são atrações que todos precisam conhecer.

 

Roma, Itália

Outro destino europeu em alta para as férias de julho é Roma, na Itália. O Coliseu de Roma, o Vaticano, museus e Torre de Pisa, devem constar em seu roteiro de turismo.

 

Orlando, Estados Unidos

Cenário dos maiores parques do mundo e da Disney, Orlando é para muitos, o destino internacional preferido para passar as férias de julho.

 

Aproveite e confira nosso E-book gratuito sobre Como Economizar na Disney!

 

Agora ficou mais fácil escolher, não é mesmo? Conte pra gente qual será seu destino internacional!

Com quanto dinheiro posso entrar em outro país?

0

021

Você se planejou para uma viagem ao exterior, preparou as malas, fez o roteiro e comprou moeda estrangeira para arcar com as passagens, despesas e comprar em outro país.

 

Até que lhe surge uma pequena questão: “Com quanto dinheiro posso entrar em outro país?”.

 

Essa dúvida vem bem a calhar, uma vez que diversos turistas ficam na dúvida sobre levar o dinheiro em espécie, cartão pré-pago, ou até mesmo em optar quase que exclusivamente por cartão de crédito ( o que não é uma boa ideia, tendo em vista a alta taxa do IOF).

 

Será que há um limite de dinheiro para do Brasil? É sobre isso que iremos falar na sequência, acompanhe.

 

Viagem ao exterior : quanto de dinheiro é possível levar?

Na real, não há um limite de quanto dinheiro se pode levar para outro país. Porém, há um limite em relação ao montante que deverá ser declarado para a Receita Federal.

 

Se trata de um trâmite obrigatório a apresentação da declaração para a Receita Federal, quando o valor superar o limite de  R$10.000,00 ou seu equivalente em dólar e demais moedas estrangeiras.

 

Se trata da Declaração Eletrônica de Bens de Viajantes (e-DBV). Porém, tenha em mente que se você tiver valores em um cartão pré-pago, de cartão de crédito, cheque ou cheque de viagem, esse valor não será somado no seu montante, apenas leva-se em consideração o dinheiro em espécie.

 

Se for o seu caso, você pode acessar o site : https://www.edbv.receita.fazenda.gov.br/edbvviajante/pages/selecionarAcao/selecionarAcao.jsf .

 

Feito isso, identifique qual é o seu perfil dentre as opções (saindo do Brasil) e preencha a declaração.

 

Ao embarcar para o país de destino, você deverá apresentar montante em espécie a ser declarado, o documento da declaração e-DBV, comprovante da aquisição, entre outros documentos, conforme for a sua situação.

 

Dúvidas? É só falar com a Advanced Corretora!

Qual o valor do IOF para compras no cartão no exterior?

0

856

Planejar uma viagem ao exterior implica, antes de tudo, em cálculos e atenção à cotação do dólar no câmbio turismo, não é mesmo?

 

Adquirir a moeda americana para bancar a viagem, compras e despesas é importante, assim como dividir o montante em espécie e também em cartão, tanto de crédito quanto o cada vez mais popular cartão pré-pago internacional.

 

No entanto, quando usamos cartão no exterior, estamos sujeitos a famosa taxa do IOF. Sendo assim, saber qual o valor da taxa irá nos ajudar a calcular melhor nossos gastos, gerando mais economia e assertividade quanto ao uso do dinheiro e crédito.

 

Mas, afinal, qual o valor do IOF para compras no cartão no exterior? É sobre isso que falaremos a seguir, acompanhe!

 

Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

O Imposto sobre Operações Financeiras , ou simplesmente IOF, é aplicado não somente em transações de  crédito e câmbio, como também possui incidência em  operações de seguros, valores imobiliários e títulos.

 

Especificamente nas operações de câmbio, o IOF tem variações, conforme a transação realizada.

 

As corretoras de câmbio, bancos e instituições financeiras em geral, sempre que negociam suas respectivas cotações, aplicam a cobrança do imposto federal.

 

Confira abaixo a tabela com as diferentes alíquotas, de acordo com o tipo de transação realizada:

Operação de Câmbio Taxa de IOF (percentual)
Compra de moeda em espécie (ainda no Brasil) 1,1%
Compra de moeda em cheque de viagem 0,38%
Carregamento de cartão pré-pago 6,38%
Cartões de crédito e débito (somente saque) internacional 6,38%
Transferência bancária 0,38%
Transferência bancária internacional para conta da mesma titularidade (do Brasil para o exterior) 1,1%
Transferência bancária internacional para conta em nome de outra pessoa (do Brasil para o exterior)

 

Conforme a tabela vigente, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é de 6,38% , tanto para compras com cartão de crédito quanto  com o cartão pré-pago no exterior.

 

Precisa de dólar no câmbio turismo e quer economizar, adquirindo sua moeda americana com as melhores cotações? Entre em contato com a equipe de atendimento da Advanced que iremos te ajudar!

 

É possível viajar com o pet para o exterior?

0

viajar com pet

 

Os animais de estimação, também conhecidos hoje em dia como PET, são parte integrante das famílias e implicam um série de cuidados especiais. Viajar e fazer turismo para fora do país, sem levar seu cachorrinho, gato ou outro bichinho, é algo praticamente impossível, não é mesmo?

 

Mas, será que é possível viajar com o PET para o exterior? Se você, leitor (a) também nutre essa dúvida e está apreensivo em viajar com receio de não poder levar seu bicho de estimação, você não pode perder o post de hoje, confira!

 

 

Posso viajar com meu PET para outro país?

 

Se a possibilidade de não poder levar seu animal para a viagem a exterior era o principal entrave para você ainda não ter feito suas reservas, então pode começar a preparar as malas.

 

Muito embora seja necessário seguir uma série de regras, que variam de país para país, quem é dono (a) de um PET e quer fazer turismo internacional, pode sim, levar o PET pra fora do país.

 

Uma das obrigatoriedades para tornar a viagem do animal ao exterior possível, é a obtenção de um passaporte, bem como do certificado veterinário.

 

Mais precisamente, os documentos são o  CVI (Certificado Veterinário Internacional) e o Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos, ambos expedidos pelo Serviço de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro).

 

 

É preciso planejar com antecedência a viagem com o seu animal de estimação.

 

Como é preciso tempo hábil para a obtenção destes documentos, é preciso que seja feito um planejamento com antecedência da viagem, para ser viável o deslocamento com o animal para fora do Brasil.

 

Sem contar com a necessidade  dos cuidados de saúde preventiva com o animal, que implicam pro exemplo, em  receber  vacina contra a raiva, vermifugação e uso de preventivos para parasitas, por exemplo.

 

Certifique-se de que o PET atende todas as exigências e boa viagem com seu bichinho!

 

Agora que você já sabe como se preparar para uma viagem com seu pet, saiba como adquirir sua moeda estrangeira com as melhores taxas!

3 dicas de ouro para comprar dólar para viajar

0

852

Está programando uma viagem para o exterior? Comprar dólar para viajar é um fator imprescindível para que você possa usufruir ao máximo de sua “trip”.

 

Com a constante variação cambial, tais nuances geram muitas vezes, ansiedade nos compradores, que ficam em dúvidas sobre qual o momento certo de comprar para não gastar mais e perder dinheiro.

 

Para te ajudar nesta tarefa e para que você possa planejar da melhor forma a sua viagem, selecionamos a seguir, algumas dicas de ouro pra comprar dólar para viajar. Confira!

 

 

1. Dicas De Ouro Para Comprar Dólar Para Viajar: Compre Antecipadamente

 

Uma dica que se for possível, deve ser aproveitada ao máximo, é comprar dólar antecipadamente, e nunca de última hora. Claro, há casos onde não há como programar, e somos pegos de surpresa.

 

Se essa for a sua situação, fuja de comprar dólar cotação nas casas de câmbio em aeroportos, pois a cotação nesse ambiente costuma ser mais alta.

 

 

2. Dicas De Ouro Para Comprar Dólar Para Viajar: Pesquise Cotação e Casas de Câmbio

 

Acompanhe a cotação e, em uma eventual baixa do dólar, aproveite a oportunidade. Mas, ao fazer a transação, procure por empresas de renome e já estabelecidas no mercado, com um grande volume de operações.

 

Saiba como receber cotações diariamente em seu e-mail.

 

3. Dicas De Ouro Para Comprar Dólar Para Viajar: Substitua o Cartão de Credito pelo Pré-pago

 

Se pensarmos que o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) do cartão tem uma taxa de 6,38%, e o mesmo IOF em relação ao dinheiro em espécie é  de 1,1%, veremos que o cartão é o menos indicado.

 

Porém, o fator segurança joga em favor do cartão. Especialmente se falarmos do cartão pré-pago, que, embora tenha a mesma taxa do crédito, não oferece surpresas na conta depois. Afinal, com esse cartão você é capaz de travar sua despesa, pois a cotação está fechada.

 

Quer saber sobre o cartão pré-pago da Advanced? Acesse aqui.

Quer mais dicas sobre dólar e turismo? Então fique ligado (a) em nossos próximos posts!