QUAL O LIMITE DE COMPRA DE DÓLAR?

0

Quem acompanha o câmbio turismo e está em vias de planejar uma viagem para fora do país, está sempre se deparando com algum tipo de dúvida em relação à moeda americana.

Saber, por exemplo, qual o limite de compra de dólar, é uma das questões mais recorrentes, haja vista que é necessário avaliar valores, custos da viagem reserva para eventuais necessidades, compras, etc.

Se munir de tal informação é fundamental para que sua viagem de negócios ou de turismo, flua da melhor forma possível e que você não precise ficar se preocupando com a questão do dinheiro, não é mesmo?

Para esclarecer o assunto, preparamos o artigo de hoje. Para saber qual o limite de compra de dólar, continue a leitura deste artigo.

023

Limite de compra de dólar : verdade ou mito?

Conforme matéria publicada pelo portal Exame, há de fato, um “limite” de compra de dólar para ser transportado para uma viagem.

Não necessariamente de compra, mas que pode ser levado em uma viagem, sendo isento de declaração à Receita Federal.

O teto gira em torno de R$ 10 mil em espécie. Caso o seu montante em dólares seja acima desse valor, será preciso preencher uma documentação alfandegária no aeroporto, por exemplo.

Dito isso, temos, portanto, a confirmação de que não há, de fato, um limite do valor que você pode comprar, levar e utilizar em sua viagem.

Uma dica interessante para quem está em vias de viajar, acredita que o valor estipulado para a isenção da declaração e preenchimento do documento não é o bastante, é ter em mente o seguinte:

O  cartão de crédito ou até mesmo cheque /cheque de viagem,  não é agregado ao valor, esteja você viajando para fora de navio, carro ou avião.

Realizar a declaração é importante, caso contrário, é possível que o valor extra poderá ser retirado de sua posse.

VAI VIAJAR E DEIXOU PARA COMPRAR DÓLAR NA ÚLTIMA HORA – E AGORA?

0

15874

 

Quem procura manter as finanças pessoais em dia, e costuma fazer turismo internacional, provavelmente já está familiarizado com a dica dos especialistas, no que se refere a comprar dólar.

 

A recomendação é a de sempre comprar a moeda americana aos poucos, sobretudo em momentos onde ela apresenta queda.

 

Mas, nem sempre as coisas saem como planejamos, não é mesmo? Uma viagem de última hora, atribulações cotidianas, e quando vemos, estamos diante da necessidade urgente de adquirir o dólar para viajarmos na última hora- e agora?

Se este é o seu caso e você está às vésperas da viagem, na cruel dúvida sobre comprar as cédulas, ou até mesmo lançar mão do cartão, não se preocupe. A seguir, te daremos dicas sobre o tema, confira!

 

Comprar dólar na última hora: como proceder?

 

Quanto tempo falta para a sua viagem? Se ela fosse daqui 6 meses, a dica seria a de adquirir uma cota mensal da moeda. Mas, se a viagem ocorrerá daqui uma ou duas semanas, ou em poucos dias, o jeito é comprar o valor estimado que necessita, de uma vez.

 

Muito embora nestas situações, algumas pessoas prefiram deixar até o último dia para comprar a moeda, tal atitude não é recomendada. Isso porque se corre o risco de ser surpreendido (a) com uma alta da moeda. Dependendo do valor que necessita, não é muito interessante correr tal risco.

 

Dólar em espécie ou em cartão?

 

A grande questão sobre recarregar o cartão pré-pago com dólar, ou comprar a moeda em espécie, se debruça exatamente no que se refere ao IOF( (Imposto Sobre Operações Financeiras) aplicado em cada item.

 

A moeda em espécie tem IOF de 1,1%, enquanto no cartão de crédito e pré-pago, pode chegar até 6,38%.

 

Porém, a segurança do cartão pré-pago é uma vantagem a se considerar em relação ao dinheiro em espécie. Sendo assim, é possível usar o bom senso e dividir determinado valor para o cartão e outro em espécie, por exemplo.

 

Quer mais dicas sobre Dólar Turismo e mercado financeiro em geral? Então acompanhe nossas próximas postagens! Ou acesse nossa página e entraremos em contato.

 

Dúvidas sobre: moeda em espécie x cartão de crédito x cartão pré-pago? Leia essa matéria.

DINHEIRO PARA VIAGEM: DÓLAR X PRÉ-PAGO X CARTÃO DE CRÉDITO

0

 

Ao se planejar para uma viagem, ou até mesmo na falta do planejamento e a necessidade de realizar o deslocamento para outro país de última hora, a dúvida em relação ao dinheiro para viagem surge.

 

O que é melhor? Qual a opção mais vantajosa? Dólar x pré-pago x cartão de crédito: qual alternativa adotar para transportar  o dinheiro para viagem?

 

Falaremos sobre esse tema na sequência, acompanhe.

02

Dinheiro para viagem: analise cada uma das alternativas

 

Na dúvida sobre qual tipo de moeda levar para a viagem? Nossos especialistas são unânimes ao afirmarem que é preciso, antes de tudo, analisar cada opção, de acordo com o momento atual do mercado

 

Pesquisar é a palavra-chave mais importante diante de tal cenário, uma vez que ao se munir de informações relevantes, você poderá compreender qual das opções é mais interessante, de acordo com o ponto de vista financeiro.

 

O dinheiro vivo, ou seja, o dólar em espécie, costuma oferecer uma certa vantagem, como a questão do valor do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Ele é 1,1%, menor  que as demais opções, como pré-pago e cartão de crédito.

 

Sua “desvantagem”, seria a questão as segurança, afinal, é cada vez menos aconselhável sair por aí portando uma quantidade elevada de moeda em espécie.

 

O cartão pré-pago e o cartão de crédito tem como vantagem o fator segurança. Especialmente no que se refere ao pré-pago, além da segurança, o usuário tem maior controle, flexibilidade e autonomia em seus gastos, sabendo exatamente o quanto dispõe de crédito para usufruir.

 

Levando em consideração os pontos positivos e negativos de cada modalidade acima mencionada, a pergunta que não quer calar é: qual devo escolher para levar dinheiro para a viagem?

 

A resposta é bem simples: use todos os meios. Divida seu dinheiro, levando certo montante em espécie, carregue seu cartão pré-pago com outra quantia e leve o cartão de crédito, caso ocorra alguma necessidade de usá-lo.

 

Dessa maneira você garante mais segurança, comodidade e não fica na mão, caso o dinheiro acabe antes do programado.

COMO ADQUIRIR UM CARTÃO PRÉ-PAGO INTERNACIONAL?

0

Uma maneira segura e que traz uma série de benefícios para quem necessita levar dinheiro ao viajar para outro país, é a utilização de um cartão pré-pago internacional.

Extremamente prático, o cartão pré-pago internacional pode ser utilizado de forma similar aos tradicionais cartões de crédito e/ou débito, com a vantagem do usuário ter em mão o valor exato disponível. Com isso, ele pode controlar de uma forma mais efetiva seus gastos durante a viagem, por exemplo.

Por ser um modelo de cartão ainda recente, se comparado com os demais tipos, é o comum o surgimento de algumas dúvidas, especialmente em relação à sua aceitação, uso e até mesmo como adquirir um cartão pré-pago internacional.

Saiba a seguir, como ter o seu próprio cartão pré-pago e tenha toda a comodidade necessária para usufruir com tranquilidade de sua viagem par ao exterior, com total segurança em relação ao seu dinheiro.

shutterstock_138295526

Os benefícios do cartão pré-pago internacional e como obtê-lo

No universo corporativo, viajar para o exterior é uma realidade cada vez mais comum e necessário.

Neste contexto, o cartão pré-pago é mais do que uma alternativa para lidar com a questão das finanças e os custos necessários para viagem, ele se torna uma ferramenta fundamental.

Dentre os principais benefícios, podemos destacar:

  • Total segurança, mesmo em situações de furto ou perca do cartão, haja vista que o saldo fica bloqueado e é possível solicitar segunda via;
  • Pode ser recarregado de qualquer local que o usuário esteja;
  • Controle de gastos, sem surpresas com faturas de valores absurdos;
  • Mais planejamento para a viagem, com a vantagem de adquirir o saldo em momentos onde a cotação do dólar esteja mais vantajosa, por exemplo;
  • Conveniência e possibilidade de resgate do crédito quando quiser;
  • Maior versatilidade, uma vez que é possível até mesmo solicitar a mudança da moeda, entre outros fatores.

Para adquirir seu cartão pré-pago internacional basta entrar em contato com a Advanced Corretora por meio do link abaixo:

http://lp.advancedcorretora.com.br/cartao-pre-pago-multi-moeda-mastercard

CÂMBIO TURISMO – O QUE É O DÓLAR PTAX?

0

Considerado uma referência no que se refere a boa parte dos contratos financeiros efetuados por empresas, o Dólar Ptax é um termo pelo qual todo empreendedor que almeja realizar negócios internacionais, deve ficar atento e ter familiaridade.

Entenda melhor o que significa este termo financeiro, bem como de que maneira ele impacta o mundo dos negócios e investimentos, a seguir.

dolar

 

Afinal, o que é o Dólar Ptax?

Muitas pessoas já estão familiarizadas com os termos Dólar Turismo e Dólar Comercial. Mas, o que seria então o Dólar Ptax?

O termo pode ser definido como uma taxa de câmbio, que por sua vez, tem seu cálculo executado pelo Banco Central, a cada dia.

Para se chegar a essa taxa do Dólar Ptax, obtém-se  a média das taxas efetuadas nas transações de compra e venda pelas demais  instituições financeiras.

O cálculo da taxa leva em conta as 4 consultas às negociações realizadas no dia pelas instituições denominadas dealers, ou seja, aquelas instituições financeiras que são credenciadas pelo governo para operarem no mercado.

Os horários das negociações são os seguintes:

  • Entre 10h e 10h10;
  • 11h e 11h10;
  • 12h e 12h10;
  • 13h e 13h10.

 

Há janelas de consultas, sendo que cada qual leva 2 minutos. Consequentemente, as taxas de câmbio, tanto de compra quanto de venda relacionadas a cada consulta, irão corresponder ao valor médio das cotações divulgadas pelas instituições, excluindo-se  sempre as duas maiores e as duas menores.

Em síntese, via de regra, após 13 horas e 30 minutos, o Banco Central divulga então a taxa Ptax do dia.

Para acompanhar o Dólar Ptax ao final de cada janela do dia, é necessário acessar o site do Banco Central, onde a taxa é divulgada imediatamente após o fechamento de cada período.

Estar por dentro do Dólar Ptax pode ser, muitas vezes, o fator diferencial que poderá trazer efeitos benéficos aos interesses de seus negócios, bem como para os investidores em geral, que buscam  por cotações capazes de privilegiar suas posições no mercado financeiro.

Cidades baratas para viajar pela América do Sul

0

A América do Sul tem vários destinos maravilhosos para você fazer uma viagem internacional. E o melhor, é mais barato do que outros destinos como América do Norte ou Europa, assim você pode realizar sua viagem para fora do Brasil sem gastar muito.

 

Os países da América do Sul possuem moedas mais fracas que o real, dessa forma pela América do Sul, é possível fazer uma viagem internacional sem gastar muito.

 

No nosso vídeo abaixo você vai descobrir alguns pontos turísticos muito legais para uma viagem internacional barata:

 

Além destes, a América do Sul tem alguns outros destinos muito especiais que recebem visitantes de todos os cantos do mundo, veja:

 

Isla del Sol, na Bolívia

É provável que todo mundo que sonha em desbravar a América do Sul adoraria fazer a Rota Bolívia-Peru-Chile. E claro que o Lago Titicaca não poderia faltar na lista de lugares para visitar. Sendo o maior lago navegável do mundo, com nada menos que 41 ilhas, qual delas escolher?

 

Não tem como errar com a Isla del Sol. Com acesso pela cidade de Copacabana, e com área de 14,3 km², trata-se da maior e uma das mais belas ilha do lago. É uma ilha considerada sagrada para os incas, pois lá se encontravam os santuários das “virgens do sol”, dedicado ao Deus Sol.

isla-del-sol-bolivia

 

Los Roques, Venezuela

Maior parque marinho da América Latina, o Parque Nacional Arquipélago de Los Roques tem algumas das paisagens mais paradisíacas do continente. O conjunto de 42 ilhas tem uma área total de 22 mil hectares e pode-se passar dias e dias explorando cada cantinho, seja relaxando e apreciando a paisagem, seja andando de caiaque, veleiro, bote ou catamarã, ou praticando windsurf, pesca, mergulho para ver uma variedade inacreditável de espécies marinhas (consta que 98% das espécies coralinas existentes no mundo estão lá)?

los-roques-venezuela

 

Rota dos 7 Lagos, Argentina

Nunca um simples deslocamento entre cidades foi tão lindo: o caminho de 107 quilômetros que une as cidades de San Martin de Los Andes e Villa La Angostura, na Argentina, ganhou o nome de Rota dos 7 Lagos (ou Caminho dos Sete Lagos) e oferece algumas das mais belas paisagens da Patagônia argentina. Apesar de levar o número 7 no nome, a rota possui na verdade 9 ou 10 lagoas, ainda que os mais conhecidos sejam Correntoso, Escondido, Espejo, Falkner, Machónico, Villarino e Lácar. Uma dica: evite fazer a roda de ônibus, pois não há muitos pontos pelo caminho.

rota-dos-7-lagos

 

Cabo Polonio, Uruguai

Que tal se o seu próximo destino de viagem fosse um pequeno povoado sem luz elétrica, internet ou asfalto? Difícil de imaginar? Pois com a paisagem que Cabo Polonio, no Uruguai, oferece, nenhuma modernidade vai fazer muita falta. A península localizada a 260 km de Montevidéu é considerada por seus visitantes um lugar mágico. Praias praticamente desertas, enormes dunas ao redor da cidade, leões marinhos quase sempre presentes nas ilhas da costa, e um céu estrelado com um pôr do sol dos mais belos já vistos, fazem parte do “pacote”. O acesso ao balneário é restrito – a estrada mais próxima fica a 7 km, e chega-se a cavalo ou por carros 4×4. A pequena população é formada principalmente por pescadores, artesãos e funcionários do farol. Mas para os mais assustados, um alívio: muitos estabelecimentos da região possuem gerador próprio, então ninguém vai ficar no escuro o tempo todo.

Cabol Polonio - Uruguai

 

Além destes destinos, claro, as capitais dos países vizinhos ao nosso são ótimos locais para uma viagem internacional barata, e Chile, Argentina, Uruguai, são países lindíssimos que valem muito a pena serem visitados.

Intercâmbio para fazer pós-graduação

0

Um programa de intercâmbio é uma experiência muito enriquecedora na vida de qualquer pessoa. E uma das opções é realizar um intercâmbio para estudar e fazer um curso de pós-graduação.

 

O intercâmbio é ideal para quem quer aprimorar um outro idioma, conviver com novas culturas e viver experiências que engrandeçam ainda mais o ser humano expandindo seus conhecimentos.

 

Além disso, o estudo fora do seu país de origem torna o currículo ainda mais atraente, tanto para empresas atuantes no mercado brasileiro, quanto em outros países do mundo.

 

Fazer intercâmbio para uma pós-graduação pode não ser tão complexo quanto parece, afinal existem várias instituições brasileiras e estrangeiras que atuam para facilitar essa situação. Acompanhe com a gente algumas dicas para realizar este sonho:

 

Intercâmbio de pós-graduação: por onde começar?

Comece pesquisando os prazos, exigências e se planeje com muita antecedência!

 

São vários países que você pode ter como alvo, portanto, levante as informações de cada um deles para que você possa concluir a melhor opção para você de todos os pontos de vista, seja financeiro, seja de aprendizado, de bolsa de estudos, distância, etc.

 

Bolsa de estudos para intercâmbios de pós-graduação

 

São vários os países em que você pode conseguir bolsa de estudos para realizar o seu intercâmbio de pós-graduação, já que os custos comumente são os vilões nestes casos.

 

Veja algumas instituições brasileiras que auxiliam a aquisição de bolsa de estudos para intercâmbio:

 

— CAPES —

CAPES (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) é uma instituição brasileira que oferece bolsas que cobrem estudos em doutorado, estágio de pós-doutorado, entre outros.

 

— FAPESP —

A FAPESP, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, oferece bolsas tanto no Brasil, especificamente no estado de São Paulo, e também no exterior.

 

— Fundação Lemann —

Iniciativa privada que tem ajudado estudantes a realizarem o sonho da pós-graduação fora do Brasil. É voltada para pessoas comprometidas com o desenvolvimento de nosso país.

 

Intercâmbio de pós-graduação na Europa

 

Instituições europeias que podem fornecer bolsas de estudos para quem deseja fazer o intercâmbio de pós-graduação:

 

  • Alemanha: DAAD – Deutscher Akademischer Austauschdienst;
  • Bélgica: VLIR-UOS Scholarships;
  • Dinamarca: Study in Denmark;
  • Espanha: Fundação Carolina;
  • Finlândia: Universidade de Vaasa;
  • França: programa Emily-Boutmy Scholarship;
  • Holanda: Nuffic Neso Brazil – programa Orange Tulip Scholarship – OTS.

 

Intercâmbio para pós-graduação na América do Norte

 

Instituições da América do Norte que podem fornecer bolsas de estudos para quem deseja fazer o intercâmbio de pós-graduação:

 

  • Canadá: Scholarships for non-Canadians e Emerging Leaders in America Program;
  • Estados Unidos: Fullbright Brasil;
  • México: Fundación Beca.

 

Intercâmbio para pós-graduação em outros países

 

  • Austrália: Futuro sem limites;
  • Nova Zelândia: New Zealand Scholarships – (áreas de agricultura e energia renovável);
  • Japão: Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia – MEXT.

 

Ajudamos?

Quando você for planejar a sua viagem, entre em contato com a gente. Nós temos experiencia com a transferência de dinheiro para o exterior para manutenção de intercambistas, e podemos dar as melhores dicas de como economizar com estas operações, além de ter a segurança necessária com o dinheiro.

 

 

Países mais visitados do mundo

0

O turismo internacional bate recordes ano após ano. Em 2017 foram mais de 1.3 bilhões de chegadas em países estrangeiros.

 

O crescimento nas chegadas ganhou como reflexo um forte aumento nos gastos gerados pelo Turismo, que atingiram US$ 1,6 trilhão em 2017, sendo US$ 1,3 trilhão em receitas dos destinos e US$ 240 bilhões em transporte internacional de passageiros não-residentes. Estes números colocaram o setor como o terceiro maior no mundo em exportação.

Países mais visitados do mundo - Arco do Triunfo, França

 

Neste dia 27 de setembro, é celebrado o Dia Mundial do Turismo, e por isso vamos listar os destinos mais visitados do mundo por turistas, confira:

 

Das 1,3 bilhão de chegadas internacionais de turistas em 2017:

 

  • 51% foram na Europa;
  • 24% na Ásia;
  • 16% nas Américas;
  • 5% na África e;
  • 4% no Oriente Médio.

 

Os gastos acumulados no setor ficaram divididos da seguinte forma:

 

  • 39% ficando na Europa;
  • 29% na Ásia;
  • 24% nas Américas;
  • 5% no Oriente Médio e;
  • 3% na África.

 

Os países mais visitados por estrangeiros em 2017 foram:

 

1 – França: 86,9 milhões de visitantes estrangeiros;
2 – Espanha: 81,8 milhões;
3 – Estados Unidos: 75,9 milhões (dados de 2016);
4 – China: 60,7 milhões;
5 – Itália: 58,3 milhões;
6 – México: 39,3 milhões;
7 – Reino Unido: 37,7 milhões;
8 – Turquia: 37,6 milhões;
9 – Alemanha: 37,5 milhões;
10 – Tailândia: 35,4 milhões.

 

Em receita gerada por visitantes:
1 – Estados Unidos: US$ 210,7 bilhões;
2 – Espanha: US$ 68 bilhões;
3 – França: US$ 60,7 bilhões;
4 – Tailândia: US$ 57,5 bilhões;
5 – Reino Unido: US$ 51,2 bilhões;
6 – Itália: US$ 44,2 bilhões;
7 – Austrália: US$ 41,7 bilhões;
8 – Alemanha: US$ 39,8 bilhões;
9 – Macau: US$ 35,6 bilhões;
10 – Japão: US$ 34,1 bilhões.

 

O ranking dos países por continentes:

 

Países mais visitados na EUROPA
1 – França: 86,9 milhões;
2 – Espanha: 81,7 milhões;
3 – Itália: 58,2 milhões;
4 – Reino Unido: 37,6 milhões;
5 – Turquia: 37,6 milhões;
6 – Alemanha: 37,4 milhões;
7 – Áustria: 29,4 milhões;
8 – Grécia: 27,1 milhões;
9 – Rússia: 24,3 milhões;
10 – Polônia: 18,4 milhões.

 

Países mais visitados na AMÉRICA DO NORTE
1 – Estados Unidos: 75,9 milhões (dados de 2016 – números em recontagem);
2 – México: 39,3 milhões;
3 – Canadá: 20,8 milhões.

 

Países mais visitados no CARIBE
1 – República Dominicana: 6,1 milhões;
2 – Cuba: 3,9 milhões (dados de 2016);
3 – Porto Rico: 3,8 milhões;
4 – Jamaica: 2,3 milhões;
5 – Bahamas: 1,4 milhão (dados de 2016);
6 – Aruba: 1 milhão.

 

Países mais visitados na AMÉRICA CENTRAL
1 – Costa Rica: 2,9 milhões;
2 – Nicarágua: 1,8 milhão;
3 – Panamá: 1,8 milhão;
4 – Guatemala: 1,6 milhão;
5 – El Salvador: 1,5 milhão.

 

Países mais visitados na AMÉRICA DO SUL
1 – Argentina: 6,7 milhões;
2 – Brasil: 6,5 milhões;
3 – Chile: 6,4 milhões;
4 – Colômbia: 4 milhões;
5 – Peru: 4 milhões;
6 – Uruguai: 3,7 milhões.

 

Países mais visitados na ÁFRICA
1 – Marrocos: 11,3 milhões;
2 – África do Sul: 10,2 milhões;
3 – Tunísia: 7 milhões;
4 – Zimbábue: 2,4 milhões;
5 – Costa do Marfim: 1,8 milhão;
6 – Maurício: 1,3 milhão;
7 – Quênia: 1,3 milhão.

 

Países mais visitados no ORIENTE MÉDIO
1 – Arábia Saudita: 16,1 milhões;
2 – Emirados Árabes Unidos: 15,8 milhões;
3 – Egito: 8,1 milhões;
4 – Bahrain: 4,3 milhões;
5 – Jordânia: 3,8 milhões;
6 – Israel: 3,6 milhões;
7 – Oman: 2,2 milhões (dados de 2016);
8 – Catar: 2,2 milhões.

 

Países mais visitados na OCEANIA
1 – Austrália: 8,8 milhões;
2 – Nova Zelândia: 3,5 milhões.

 

Países mais visitados na ÁSIA
1 – China: 60,7 milhões;
2 – Tailândia: 35,3 milhões;
3 – Japão: 28,6 milhões;
4 – Hong Kong (China): 27,8 milhões;
5 – Malásia: 25,9 milhões;
6 – Macau (China): 17,2 milhões;
7 – Índia: 15,5 milhões;
8 – Cingapura: 13,9 milhões;
9 – Coreia do Sul: 13,3 milhões;
10 – Indonésia: 12,9 milhões.

Porque usar o cartão pré-pago em uma viagem internacional

0

Cartão pré-pago internacional é uma das opções disponíveis para levar dinheiro em uma viagem internacional.

 

O funcionamento do cartão é simples, como um cartão de débito ou crédito, mas que você coloca saldo antes de usar. São várias as vantagens para esse tipo de uso, e falaremos delas um pouco mais abaixo.

 

Antes de chegar neste ponto, é importante ressaltar que o cartão pré-pago internacional tem aceitação em mais de 35 milhões de estabelecimentos no mundo, ou seja, não existe motivo para se preocupar com a aceitação.

 

 

Apesar de ter o mesmo IOF do cartão de crédito (6,35%), o cartão pré-pago tem a vantagem de você pagar o IOF no momento da compra da moeda, assim você saberá quanto está a cotação da moeda estrangeira, e conseguirá calcular o IOF. No caso do cartão de crédito isso muda. Você não sabe qual será a cotação do dólar no dia da compra no cartão, e nem terá o poder de negociar a cotação.

 

Vantagens do cartão pré-pago internacional em uma viagem para o exterior:

  • Maior segurança não há. Entre todas as opções para levar dinheiro ao exterior, nenhuma é tão segura quanto o cartão pré-pago. Caso você perca o cartão ou seja furtado, você não perde o seu dinheiro. O saldo seguirá intacto, e você poderá solicitar uma segunda via do cartão com o mesmo saldo no momento que não estava mais com o mesmo em mãos. Além disso, o cartão é utilizado somente com chip e senha.
  • Grande Comodidade. É recarregável de onde você estiver.
  • Possibilita maior controle sobre seus gastos. Com o aplicativo e acesso ao internet banking, você poderá acompanhar todo o seu consumo de saldo, e assim não terá surpresas com o que estiver usando de dinheiro.
  • Conforto e tranquilidade para o atendimento. O cartão pré-pago possibilita acesso a uma central de atendimento em português 24 horas por dia, 7 dias por semana, de onde você estiver.
  • Mais economia e melhor planejamento! Ao planejar sua viagem com antecedência, você já pode adquirir seu cartão e comprar a moeda de tempos em tempos, sempre que a cotação estiver boa. Já vai reservando o dinheiro da viagem, e economizando na compra da moeda estrangeira.
  • Autonomia como poucos. Seu cartão de crédito não é internacional? O limite do seu cartão de crédito internacional é baixo? Use o cartão pré-pago e coloque o valor que você precisa para a sua viagem internacional.
  • Conveniência. Você pode utilizar o saldo remanescente em outras viagens, ou resgatá-lo, a escolha é sua.
  • O Cartão pode ser emitido em nome de menores, entre 14 e 18 anos, com autorização dos pais ou responsáveis.
  • Caso seja necessário e tenha saldo sobrando no cartão, você poderá solicitar a mudança da moeda (entre as 6 opções de moedas estrangeiras disponíveis).
  • Descontos no Duty Free. O Cartão Pré-Pago Multimoeda Mastercard que a Advanced Corretora comercializa, possibilita alguns descontos no Duty Free dos aeroportos, o que pode até fazer valer mais a pena levar o cartão pré-pago do que o dinheiro em espécie.

Bom, as vantagens são inúmeras, e o fator segurança é o que mais nos agrada. E você, quer o seu cartão?

Preencha os dados nesta página que ele é gratuito e nós enviamos para você!

 

O que fazer numa viagem para o Chile

0

O Chile é, cada vez mais, uma das viagens internacionais mais procuradas por brasileiros.

 

Com destinos lindos e variados, o país acaba recebendo visitantes com interesse em neve, praias, deserto, e diversos pontos turísticos como museus. O Chile realmente é um destino que agrada muita gente, é perto e tem bom preço para uma viagem internacional.

 

Conheça agora alguns locais imperdíveis para uma viagem para o Chile.

 

1. Santiago
Santiago é uma cidade movimentada e organizada. Com uma paisagem que impressiona, a capital chilena tem vida noturna agitada, museus interessantes como a casa que Pablo Neruda viveu, e também parques para passear durante o dia, além de diversas atividades de entretenimento como normalmente se encontra em cidades grandes.

Santiago_Chile-1
2. Atacama
Talvez o destino mais famoso do Chile, o deserto do Atacama é o mais seco do mundo. São diversos motivos para se encantar com o local, como vulcões, cemitérios, ruínas e museus para apreciar a arquitetura de séculos passados, além da visita aos mini vulcões Gêiseres del Tatio, Valle de la Luna, que é o passeio mais tradicional do deserto por acreditar que se parece com a Lua, e o Valle de la Muerte, com cânions e dunas. Também são atrações os desertos de sal e piscinas termais naturais.

Fotos Deserto Atacama Chile

 

3. San Pedro de Atacama
São Pedro de Atacama é a cidade de apoio aos turistas que vão visitar o famoso deserto do Atacama no Chile. O município é pequeno e quente, além de ser cheio de turistas. Lá você vai encontrar boas opções gastronômicas.

San Pedro de Atacama, Chile

 

4. Valle Nevado
Bem próximo a capital do Chile, o Valle Nevado é uma das maiores atrações para quem visita o país. O Valle abriga quase 40 pistas de esqui, e é muito procurado durante o inverno. São 40 km de neve para esquiar e diversas opções de hospedagem que oferecem os mais diversos tipos de acomodações e opções de lazer, como spa, festas, piscinas aquecidas, entre outros.

Valle_Nevado_Chile

 

5. Torres Del Paine
Tido por muitos como o parque mais bonito do Chile, Torres del Paine pertence a região da Patagônia e é destino apaixonante para grande parte dos turistas que já visitaram o local.

O parque está localizado em uma imensa montanha que tem de um lado as torres de granito que recebem escaladores do mundo inteiro, e do outro ‘Los Cuernos’ com suas formas e superfícies estratificadas.

Além de todos os quilômetros de trilhas, você terá a oportunidade de passar pelos lagos Sarmiento del Toro, Pehoé, Nordenskjod e Grey, que são palco de fortes ventos, formando impressionantes movimentos na água, e também pode visitar a cascata de Salto Grande.

torres-del-paine-wallpapers-28076-2892860

 

6. Valparaíso
Declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, Valparaíso é charmosa, caótica, simpática e, em alguns lugares, barulhenta. Perto de Santiago, a cidade portuária é o segundo destino chileno mais procurado para viagens de estrangeiros, e tem casas lindas aglomeradas que são o principal local de visitação de turistas.

Foto de Valparaíso, Chile

 

7. Viña Del Mar
Viña Del Mar é localizada ao lado de Valparaíso, e assim como a cidade vizinha, é um dos mais importantes balneários do Chile. Com um mar extremamente gelado, é comum que muita gente não tenha coragem de entrar no mar, mas outras atrações como castelos, palácios, diversas grandes e longas áreas verdes, e restaurantes acabam cumprindo bem a função de cidade turística interessante para quem quer viajar para o Chile e, mais especificamente, para Viña Del Mar.

Foto de Viña Del Mar, Chile

 

8. La Serena
La Serena é a segunda cidade mais antiga do Chile. Com uma população de aproximadamente 150 mil pessoas, é um ótimo lugar para passar o verão, com várias opções de praias. A cidade é tranquila, e você vai poder encontrar passeios de barco para ver golfinhos e pinguins em seu habitat natural.

Foto de La Serena, Chile

 

9. Arica
Arica é uma cidade litorânea que fica no extremo norte do Chile. Como é pequena e não é uma cidade tão famosa, acaba sendo um destino tranquilo para a viagem, até porque muita gente fica apenas uma noite por lá antes de seguir viagem do Chile para o Peru. Arica tem boa gastronomia, é um lugar lindo e quem gosta de mergulho pode aproveitar ainda mais a cidade.

Foto morro de Arica, Chile

 

10. Museo Interactivo Mirador
O Museu Interativo Mirador, que fica em Santiago, é uma atração muito procurada por quem viaja para o Chile com crianças. Como o próprio nome já indica, é um museu interativo com 11 salas de exposições em robótica, geografia, química, física, sistema solar, energia e alguns outros temas.

Museo_Interactivo_Mirador

 

Você pretende ir para o Chile? Conte com a Advanced Corretora para a compra da moeda estrangeira! Entre em contato com a gente.